quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

MFA


Hoje, estive no Instituto de Defesa Nacional, na sala onde reuniu a mítica Assembleia do MFA, em 11 de março de 1975, a recordar, com alguns “camaradas de armas” da época, como testemunhas presenciais, essa noite que mudou o curso da Revolução de abril. 

Tratou-se de um rememorar, para um documentário televisivo, esse tempo de alguma turbulência e muita esperança, onde os confrontos, felizmente, foram reconduzidos a uma decantação num regime de liberdade.

2 comentários:

Anónimo disse...

E na altura a posição do embaixador foi?

Francisco Seixas da Costa disse...

Sobre o quê?