domingo, 4 de outubro de 2009

Emmanuel

Foi muito interessante e divertido o espectáculo "L'Européenne", ontem apresentado no Théâtre des Abesses, em Montmartre. Uma curiosa construção dramática sobre o dilema da compreensão interlinguística no seio da União Europeia, da autoria de David Lescot, com um jovem actor português, Victor Hugo Pontes, no seu elenco. (Leia o que disse o "Le Monde").

O espectáculo tem lugar no âmbito da acção do Théâtre de la Ville, da Mairie de Paris, dirigido por Emmanuel Demarcy-Mota.

Nascido em Paris, em 1970, filho de Teresa Mota, uma importante personalidade do teatro português, e de uma grande figura da dramaturgia francesa, Richard Demarcy, Emmanuel viveu desde sempre nos meios teatrais, ascendendo muito cedo a lugares de responsabilidade, tendo já hoje uma carreira marcada por imensos sucessos. É, aqui em França, uma das mais proeminentes marcas do teatro contemporâneo.

E, já agora, acrescento: fala português como qualquer de nós! Ontem, Daniel Ribeiro fez-lhe um retrato e uma entrevista no suplemento "Actual", do "Expresso", que recomendo a quem o quiser conhecer melhor.

Sem comentários: