quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Que fazer?


Durante o debate entre António Costa e Catarina Martins, a lépida dirigente do Bloco deixou uma insinuante proposta ao líder socialista, para um encontro político no dia 5 de outubro, logo no dia imediato às eleições. Dava a ideia que não havia tempo a perder!

Há pouco, foi anunciado que a reunião prevista para hoje entre o PS e o Bloco foi adiada, a pedido deste partido, para a próxima 2ª feira. É, no mínimo, estranho! Tanta pressa e agora um adiamento, num tempo que se exige de decisões rápidas.

Será que o partido da rua da Palma foi às estantes dos clássicos e está a reler Lenin, em especial o seu "Que fazer?"

24 comentários:

Anónimo disse...

e o senhor ex-embaixador já foi ler o 'Lutar sempre' de JS Toms? Quer que lhe ofereça um exemplar?

Luís Lavoura disse...

Concordo com este post. Toda a gente a agir, a tomar decisões rápidas, e o Bloco adia?!

Ana Vasconcelos disse...

Há coisas que infelizmente não parecem mudar.

Mal por Mal disse...

Agora que a Catarina & Mortágua se tornaram estrelas, e o partido tem garantida a victória para a votação da adopção, nem querem saber de um anónimo Costa.

A TV fez o seu papel bem feito.

Subreptíciamente criou 2 estrelas com determinados fins, que só os deuses saberão que fins são esses.

Paracelsus disse...

" O país espera muito mais dos partidos do que jogos de taticismos"

Anónimo disse...

A ala direita do PS a opinar. O BE certamente terá razões para este pequeno adiamento, seguramente assentes numa melhor preparação daquilo que irão discutir, construtivamente, com o líder do PS. Costa, convém sublinhar, também não foi a correr para os braços de Catarina Martins, no dia 5, parece esquecer-se FSC. Já que Costa tem um encontro agendado com o PSD esta semana, o BE foi inteligente em querer deste modo perceber o que dali irá sair e o que Costa lhes poderá dizer, na 2Feira. Este Post esconde, mas com o rabo de fora, como o gato, uma certa ansiedade (e preocupação) do autor e de outros como ele, no PS e à Direita (veja-se as provocações de Nuno Melo) de uma eventualidade de acordo, mesmo que limitado ao Parlamento, entre o PS, o BE e a CD. Afinal de contas, ao que se percebe e ouve, a Democracia tem limites neste país, ou seja, estão interditos acordos políticos à Esquerda? Um governo, por hipótese, PS, com apoio do BE e CDU é constitucionalmente absolutamente legítimo! As questões do Euro e algumas europeias não passam disso, neste momento. O que está em cima da mesa, entre o PS, BE e CDU são questões de outro tipo, como a legislação laboral, saúde, educação, justiça, segurança social, combate ao desemprego, desenvolvimento e crescimento económico, etc. E não querendo ser ingénuo, acredito haver boa-fé da parte de todos os envolvidos nestas negociações: PS, BE e CDU. Todos terão de fazer cedências, e acredito que farão, uns mais do que outros, como o BE e a CDU, por pesarem menos, mas não vejo mal nenhum num potencial governo de esquerda, desse tipo. Teria mais estabilidade do que um de Direita, que seria sempre precário. Deste modo, o Post é de mau gosto. Mas enfim, cada um é livre de pensar e propagandear como quiser.Por exemplo, Ferro Rodrigues hoje na Antena 1, em conversa com M.Flor, foi muito mais construtivo e aglutinador do que FSC com este seu Post.

Anónimo disse...

"Que fazer" ?

Enguanto a Heidi não decide propor o Tony Chamuças ou o Névoa para Belém, é ir á vernissage da Santinha:

Na próxima terça-feira, dia 18, ao fim da tarde (sunset & green wine), apresenta as linhas gerais do seu mandato, assente em três linhas de rumo:

hairstyles
sunglasses
valentine day's

Anónimo disse...

Depois do resultado que teve no Domingo, Catarina Martins merece um fim-de-semana com a familia no Porto. Quem, como Lenine, deve andar a interrogar-se é Antonio Costa. Não é preciso.

A situação é clara. 38,5% dos eleitores votaram a favor da politica dos ultimos anos. 60% votaram contra ela. O resto é desinformação.

JPGarcia

alvaro silva disse...

Eu alvitro que se reunam para debater os temas mais cruciantes da política á portuguesa. Aquele que é o mais transversal e intimidante é sem qualquer dúvida a demografia (á cause da segurança social, reformas e pensões) e podem começar já hoje a trabalhar para o aumento da natalidade. Só espero que o Toninho não se canse pois da Katy não tenho dúvidas. Lá diz a nossa ruralidade "Cansa o malhador, que a eira nunca cansou"! Força na contenda!

Anónimo disse...

É um preciosismo irrelevante, eu sei, mas sempre que se fala do " Shtô Diélat" vale a pena recordar que o Ulianov serviu-se do titulo do livro de Chernyshevsky. Se falamos de clássicos, o seu a seu dono...

Abraço

JRyder


Anónimo disse...

"E os Portugueses? Fartos dos malabarismos que os partidos do poder fizeram para a ele se manterem agarrados, fartos da demagogia e do sectarismo, correspondem a esta crise política com uma atitude de profunda indiferença, que é altamente preocupante em democracia. (...) Face a esta crise nacional, face a um país angustiado, desagregado e à deriva, em que se fracionaram os sentidos de solidariedade e de interesse nacional para serem substituídos por uma política do salve-se quem puder, o Povo Português esperava que este debate lhe trouxesse finalmente uma esperança nova de ver os partidos discutirem aqui os verdadeiros problemas nacionais, de ver os partidos reconsiderarem aqui as suas posições, reconhecerem os seus erros, disporem-se a encetar vida nova." Francisco Sá Carneiro, na Assembleia da República, em 1978."

Anónimo disse...

O País já não espera nada dos Partidos

Anónimo disse...

Quantas vezes o PS deixou os portugueses em geral nas mãos? olhe que não foram poucas e com resultados bem catastróficos. Mas olhe o Bloco ainda pode ter o Lenin para ler? e quem lerá o PS de há uns anos a esta parte? talvez as revistinhas dos irmãos metralha tais tem sido as vigarices em que tem andado envolvidos muitos dos seus destacados membros, alguns até já com gloriosas visitas aos calabouços.

Anónimo disse...

Embaixador e o que dizer agora da esfinge de Belém que aparece a vender casas na China? até aqui foi o antigo 44, agora 33, que vendia cursos nuns cartazes de uma Universidade do Brasil, daquelas que pertencem á 3 ou 4 divisão. Devia só funcionar aos Domingos.

Anónimo disse...

Deram uma justificação - que ela teria que se preparar mais, tecnicamente

Anónimo disse...

Que fazer:

"Vara paga caução de 300 mil euros e deixa de estar em prisão domiciliária"

Anónimo disse...

Também leitura interessante as intervenções do mesmo Francisco Sá Carneiro na Assembleia Nacional, antes do 25 de Abril. E os uivos das respostas de fulanos que o achavam um tipo perigosíssimo. Já era hora..

Majo disse...

~~~
~ É fundamental que as decisões sejam bem ponderadas.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Anónimo disse...

Temos pois uma censura selectiva, ao que vejo. Seja, FSC...!!!

Anónimo disse...

Não percebi aquela do J.R.Torres Pereira!

Anónimo disse...

Ui, ui, censura, filho, censura.

Anónimo disse...

Também não percebi o comentário do J.R.Torres Pereira... É muita confusão para a cabeça do comum dos mortais!

Anónimo disse...

Lido por aí:

"O marciano"

Helena Matos

O mundo de Costa é o da CML. Esse mundo em que foi vencedor, em que foi engolindo adversários e em que tudo parecia à sua medida. Esse mundo em que os jornalistas eram amigáveis e a política simples.

Anónimo disse...

Fazer acordos na Camara é fácil….
Eles andam por lá… ninguém dá por eles, “asneiram à vontade ” retundam, desrretundam,
compram-se com casas e mordomias, dão-se-lhe jardins para se entreterem…
Como foi fácil “domesticar” o Zé!
No país já não é assim!