quinta-feira, 19 de março de 2015

Memorabilia diplomatica (X) - Diálogo


O diretor-geral estava estupefacto! O telefone interno tocara e, do outro lado da linha, tinha ouvido esta insolência:

- És um cretino! Li agora o teu papel para o ministro. Está uma boa porcaria! Espanta-te depois que ele te dê uma embaixada num sítio sinistro!

O diretor-geral, embaixador "chevronné", reagiu, com um berro surdo:

- Sabe com quem está a falar? Daqui é ... - e disse um nome que, nesses anos 70, fazia tremer meio ministério.

Do outro lado da linha, o interlocutor fez uma pausa reflexiva. Percebera que cometera uma incumensurável "gaffe". Após o que interrogou:

- E sabe quem eu sou?

- Não! - respondeu, irritado, o diretor-geral.

- Ainda bem... - disse o equivocado correspondente, numa voz prudentemente anasalada para a ocasião. E desligou, nesse tempo dos velhos telefones que não identificavam a origem das chamadas. A verdade é que o tal diretor-geral, nas vezes em que o encontrou, nunca lhe falou no assunto...

(Reedição de historietas da diplomacia por aqui já publicadas)

5 comentários:

patricio branco disse...

uma autentica anedota esta historieta, cómica de verdade, optimos reflexos mentais os do autor da chamada para o dg.
certamente que por precaução não ligou para o verdadeiro destinatário do recado!1

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Caríssimo Chico

Gostei do texto interessantíssimo que me fez umas boas gargalhadas (estou quase curado...) mas adorei a ilustração... Bué de fixe!

Abç

Bartolomeu disse...

Imprudentes, imprudentes, são os actuais indiciados em casos de burlas, gestões danosas para o Estado, favores, etc, com escutas e gravações de conversas telefónicas às costas, por lhes faltar a arte e o engnho para nasalar a voz quando mantinham conversas que viriam a ser comprometedoras.
Vá, lá Senhores ministros, secretários-gerais, directores gerais, etc, toca a frequentar cursos de formação para dissimulação da voz!!!

Anónimo disse...

O que significa "Chevronné"?

Bartolomeu disse...

Anónimo; chevronné, é o termo que designa um gajo com imensa experiência. Em "tuga-clão" pode ser um "manhoso" um "Sabe-a-toda" tipo Salgado, Portas, Zeinal, e mais um porradão de artistas cuja fertilidade de Portugal faz nascer às carradas e cuja estupidez lusitana, ajuda ou permite que subam a pedestais. Acabam por tombar, é verdade, só que, enquanto lá se amntêm fod.. hmmm quero dizer... lixam isto tudo.