segunda-feira, 2 de março de 2015

José Quitério



Foi uma bela cerimónia aquela que ontem teve lugar na Reitoria da Universidade de Coimbra, no dia em que se comemorava o 725º aniversário da instituição. 

Tratou-se da entrega do "Prémio Universidade de Coimbra" 2015 a José Quitério, a figura do jornalismo português que dedicou à cultura da gastronomia mais de quatro décadas da sua vida. 

O elogio do premiado foi feito por outro nome cimeiro da gastronomia portuguesa, José Bento dos Santos, atual presidente da Academia Internacional de Gastronomia. Antes, havia sido feita a leitura de um belíssimo e clássico texto de José Quitério.

A unanimidade é muito difícil de se obter, em qualquer área da vida. Mas eu desafiaria alguém em Portugal a juntar, como aconteceu com José Quitério, o conjunto tão diverso de personalidades que apoiaram a sua candidatura, proposta pelo jornalista Fortunato da Câmara, que desde há semanas lhe sucedeu como crítico gastronómico do "Expresso". Senão, vejamos:

Álvaro Siza Vieira, arquiteto
André Jordan, empresário
António Lobo Xavier, advogado
António Mega Ferreira, escritor
Artur Santos Silva, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian
Baptista Bastos, escritor
Carlos do Carmo, cantor
Francisco José Viegas, escritor
Francisco Pinto Balsemão, empresário
Guilherme de Oliveira Martins, presidente do Centro Nacional de Cultura
Helena Sacadura Cabral, economista
Joaquim Furtado, jornalista
José Bento dos Santos, empresário
José Carlos de Vasconcelos, jornalista
José Miguel Júdice, advogado
Luis Pato, empresário
Maria de Lurdes Modesto, publicista em culinária
Maria do Céu Guerra, atriz
Miguel Esteves Cardoso, escritor
Rui Vieira Nery, professor universitário.

5 comentários:

Correia da Silva disse...


Não sendo eu uma personalidade, mas um simples cidadão do mundo, permita a minha inclusão, no lote dos ilustres que elegeram unânimemente José Quitério.

Gonçalo Pereira disse...

Deixa-nos crónicas e expressões inesquecíveis. "O edifício prandial" foi sempre a minha preferida. Ou a "Sala airosa e confortável, com capacidade para 60 mil mastigantes".

Anónimo disse...

Da Silva faz suas

as palavras do comentador

anterior.


Cumprimentos.

Silva.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Chico

Se estivesse em Lisboa tentaria fazer parte do grupo que promoveu uma justíssima homenagem. Quitério é...Quitério, além do mais meu vizinho na zona do Lumiar.

Dou-lhe os meus parabéns e o desejo de que esteja melhor dos problemas de visão que muito o apoquentam.

Abçs para os dois: Quitério e Francisco Seixas da Costa pelo registo que aqui fez, aliás merecidíssimo.

Anónimo disse...

O Antunes Ferreira é vizinho de meio-mundo!!!