domingo, 20 de fevereiro de 2011

Resignação

"Notícias às 24", RTPi, há minutos: "O presidente Saleh, do Iémen, anunciou que se vai resignar dentro de dois anos".

E nós, resignamo-nos com este "jornalismo"? 

11 comentários:

Margarida disse...

That is why some day we will all speak in english, it will be easier...
But no need to resign for now...
;)

Anónimo disse...

Eu cá falo Flaviense...
E é para quem quer, quem não quer delicadamente (Se conseguir)que ponha na bordinha do prato, foi assim que a minha avózinha Eusébia me ensinou...

Vou Andar...
Isabel Seixas

patricio branco disse...

Talvez seja possivel o uso reflexo, uma vez que sujeito e complemento são o mesmo individuo! Algo à maneira de persignar-se.
Tambem não sabemos bem ao que se vai resignar(a fazer)dentro de 2 anos, frase ambigua que dão para tudo.
Se os iemenitas se resignam ou não a esperar é outra questão.

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Patrício Branco: claro que se pode dizer. Só que a iliteracia do escriba pô-lo a dizer aquilo que ele não queria dizer.

juliomoreno@sapo.pt disse...

Não sei como descrever o riso mas que foi forte a minha gargalhada quando li os seus dois posts, senhor Embaixador, ai isso foi, bem pode crê-lo! E, mesmo agora, que a surpresa já passou, mesmo agora, me continuo a rir baixinho... talvez porque também me não resigno.
About the English...who knows?...

Anónimo disse...

Sr. Embaixador...

Muito obrigada, e eu pelo menos que não tinha percebido...
Isabel Seixas

Posso?!!!
Oh! Querida Maggie
Hoje é a primeira...!!!...???
Algo de especial?
Não?
Então... Calhou?...
De qualquer forma bom proveito...
Abraço livre despretensioso, daqueles sem maldade... E existem sim senhora...
Isabel Seixas

patricio branco disse...

A frase correcta, concordo consigo em não se resignar, seria "o presidente anunciou que vai resignar dentro..."
Como foi dita na rtpi, o resignar não significa demitir mas acabar por aceitar algo com custo.
Abraço

Helena Sacadura Cabral disse...

Ai o que me ri com esta resignação. Também vou resignar-me. A quê, ainda não sei.
Já me resignei do Banco de Portugal, já me resignei a suportar este governo, já me resignei a ter menos dinheiro e mais trabalho.
Ou seja, estão a tentar fazer de mim uma mulher verdadeiramente resignada...

Anónimo disse...

Senhor Embaixador: sinceramente nãp sei se é possível parar esta degradação do trato da nossa língua.E,relativamente ao caso dos jornalistas para além do evidente desconhecimento que demonstram, impressiona-me que não haja nas redacções quem se ocupe de exercer uma accão pedagócica sobre esses profissionais`.
De facto os erros repetem-se e parece que nénhum responsavel se preocupa.
EGR

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro EGR
É que os responsáveis não são nomeados pela sua competência. São nomeados pela cor da sua militância!

Pedro disse...

pois hoje na rádio
:)