quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Portugal em obras

Uma rua essencial para o acesso da cidade de Vila Real ao seu hospital encontra-se bloqueada, desde há semanas, por obras de ligação da rede de águas.

Durante vários dias, nenhum operário apareceu nessas obras. Seria uma greve? Uma crise laboral? Não, parece que o empreiteiro tinha levado os trabalhadores para as suas vindimas...

País bizarro, este!

8 comentários:

Helena Oneto disse...

Há prioridades e prioridades... o presidente da Câmara Municipal também anda a vindimar?

Anónimo disse...

É Só uma questão de prioridades...
Isabel Seixas

patricio branco disse...

O tunel que liga o Campo Pequeno com a av do Aeroporto tem uma ramificação que dá saída para o Areeiro, fechada com uma barreira e materiais há mais de um ano. Serão obras, mas nunca passa daquilo nem lá está ninguem a trabalhar.
Em vila real, pelo menos, sairá vinho novo!

ARPires disse...

Pelo que li no Fórum do Notícias de Vila Real, esses buracos de, e a caminho do Hospital parecem ser eternos...
Uns se abrem e outros se fecham e assim e sucessivamente temos o eterno retorno sem controlo.
O exemplo acabado da teoria de Nietzsche.

Anónimo disse...

Manter varias obras abertas e rodar operarios por elas e um classico para manter rendimentos constantes dos empreiteiros...

LP disse...

Seja reflexo ou simplesmente culpa directa, tenha duas palavras: irresponsabilidade social.

Anónimo disse...

e os buracos do Hospital em Direcção a Vila Marim... simplesmente inaceitáveis, e não há vindimas que justifiquem atrasos de anos...

Arménio Carvalho Ribeiro

Cunha Ribeiro disse...

Ah!!! Seria por atraso no pagamento das obras já feitas, ou por falta de fiscalização do DONO DA OBRA?