sexta-feira, 10 de abril de 2009

Notícias de Guerra

Felizes os que vivem em Lisboa e podem dar-se ao luxo de estar no lançamento dos livros dos amigos. Pobres os expatriados, como o autor deste blogue, que não têm o privilégio de poderem partilhar, quando esses mesmos amigos "cometem um livro", a alegria do seu parto editorial.

Aqui vai o retrato: João Paulo Guerra, homem inteiro, voz ímpar da melhor rádio portuguesa, jornalista "engajado" e autor de bela escrita política, sempre polémico, impertinente e afirmativo, jornalista de garra e de muitas guerras, algumas de polémico registo diário, contador gastronómico (infelizmente) inconstante. Com ele coincido muitas vezes, dele divirjo outras tantas (vá lá, muitas menos!), mas encontramo-nos à mesa comum da ironia e do convívio, sempre, sempre do mesmo lado da vida, claro.

Para gáudio dos seus amigos e forte angústia de alguns que o não são, João Paulo Guerra encaderna agora a sua "Coluna Vertebral", surgida na última década no Diário Económico e que tanta urticária política continua a provocar. Julgavam que esses textos tinham desaparecido na voragem perecível do jornal? Enganaram-se! E o prefácio é de outro escritor de bela cepa e sem papas na língua: Baptista-Bastos. Por isso, apertem os cintos!

Um forte abraço, João.

3 comentários:

Alcipe disse...

Um abraço também para o João Paulo de um expatriado mais longínquo...

Anónimo disse...

Lamento que não possas estar presente. É do destino dos "expatriados". Mas recebi o abraço das tuas palavras amigas e generosas. E à volta cá te espero, para apaladar e dar de beber à nossa amizade.
Forte abraço e um beijo à Gina
João Paulo Guerra

A tempo: Alcipe, meu velho, por onde anda o meu amigo que não há quem o veja? Estive uma noite destas a jantar em Xabregas: está no mesmo sitio. O Beato é quer anda sem palavras.

Gil disse...

Lerei, lerei...
O Guerra é a continuação da diplomacia por outras meias-desfeitas, como diria o outro.