segunda-feira, 15 de agosto de 2016

A Moagem e eu


Um amigo atento ao que escrevo - tenho outros que me chamam a atenção sobre aquilo que não escrevo - disse-me há pouco: "Isso de tratares o Diário de Notícias como o "quotidiano da Moagem" não é muito bonito!". Confesso que não sei se foi o mesmo que, há alguns meses, me chamou a atenção por ter designado o Público como "a estimável folha da Sonae".

Ora bem! Que fique claro que o facto de eu poder criticar, aqui ou ali, o trabalho de alguns jornais só prova, desde logo, que os leio. E revela, em especial, a minha estranheza por encontrar, por vezes, nesses mesmos órgãos de comunicação social, aquilo que tenho por falhas ou imprecisões, que acho menos dignas da qualidade a que me habituaram. 

Quanto à Moagem, desculpem lá! Era o nome popular da Companhia Industrial de Portugal e Colónias a qual, por muitos anos, foi a proprietária do jornal. Creio que foi em Artur Portela Filho que li, pela primeira vez, essa referência. Eu sei que hoje já não há colónias (embora ironicamente as ex-colónias tenham regressado ao DN...), que se tivesse sido concretizada a vontade de alguns figurões, que ainda andam por aí algarviar lérias, já quase não havia Portugal, mas a imagem da Moagem ainda me atrai. Tal como me atrai esta deliciosa imagem de Stuart, que retrata a sede do DN na Avenida da Liberdade, aliás creio já passada a patacos para mãos estrangeiras. 

Assim, nesta confortável inimputabilidade de leitor (e de ocasional colunista convidado do DN), apetece-me hoje dizer: que pena que o DN já não seja da Moagem! 

4 comentários:

Portugalredecouvertes disse...

Bom dia Sr. Embaixador,
Pensei que a imagem mostrava um avião a apagar os incêndios!
se me permite perguntar se pensa que será mesmo verdade o que se escreve por aí :

http://portugalglorioso.blogspot.com/2015/05/negocio-dos-incendios-cheira-esturro.html

é mesmo um horror o que se passa todos os anos, como é que se pode deixar acontecer tragédias destas, queimar o país, e onde também morrem pessoas

ignatz disse...

atão! ainda não retirou o poste ou está à espera que passe entre os pingos da acefalia predominante.

Anónimo disse...

Também aqui foi uma Moagem. Mas a diferença é que aqui "ela" fica em mãos Portuguesas:
https://www.jornaldeleiria.pt/noticia/antiga-moagem-da-lugar-condominio-de-luxo-2216

Carlos Fonseca disse...

O jornal de que a "Portugal e Colónias" foi proprietária durante dois anos, não era o desaparecido "O Século"?