sexta-feira, 29 de agosto de 2014

À conversa na "Gomes" (3)

- Não achei muita graça à desvalorização que fizeste ao nosso rio, lá no teu blogue.
- Não desvalorizei! Apenas disse que o Corgo tem pouca água no verão...
- Pois, pois! Mas sabias que foi Vila Real a primeira cidade do país a ter iluminação pública produzida por energia hidráulica? Em 1894! E já era o Corgo, claro!
- A água é que era outra! De facto, Vila Real é uma cidade pioneira. Também tivemos a primeira Casa do Chinês!
- A sério? Essa não sabia! 
- E bem cedo! Se bem me lembro, foi aí nos anos 60, se não mesmo antes!
- Tás a brincar! Não tenho ideia de que essas bugigangas já estivessem cá à venda nessa altura.
- Quais bugigangas? Tecidos, malhas e excelente roupa... Há anos que compro lá lenços.
- Mas onde?
- Na Rua Direita.
- Na Rua Direita?!
- Sim, a "Casa do Chinês", do senhor Luís Carvalho. Está lá há décadas!
- Vai à fava! Alinhas em mais uma fatia de bola de carne?
- Vamos a isso! E, já agora, pede dois finos bem tirados.

1 comentário:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Caro Francisco

Estas conversas no "Gomes" são muito especiais/transmontanas. Um dia por essas bandas de Vila Real encontrei um bom Amigo, infelizmente já falecido, o embaixador Armando Martins Janeira.

-Que faz por aqui senhor embaixador?
- Não sabe, mas eu já lhe disse em Londres quando você acompanhava a visita do Presidente Ramalho Eanes que sou de Felgueiras, mas Felgueiras de Trás-os-Montes uma aldeia pequena a 13 quilómetros de Moncorvo, onde ainda há palheiros.
- É verdade, recordo-me bem. Até jantei na embaixada a seu convite,claro. E a Dona Ingrid até tentou ensinar-me a ikebana...

Infelizmente um homem culto, inteligente, sabedor faleceria meses depois.

Mas aqui em Lisboa não há o "Gomes",não há palheiros, mas cruzando com a minha há Rua Armando Martins Janeira.

Estes transmontanos...

Abç