domingo, 7 de setembro de 2014

Nada a dizer

"E assim não houve mais este dia que para escrever seja".

(in "Carta de Pêro Vaz de Caminha")

2 comentários:

Pedro disse...

Obrigado pela deferência! Fosse para dar aonde deu, preferível ficarmos como dantes. Mas daí eu não teria nascido.

patricio branco disse...

assim é, por vezes, dias sim, dias não...