terça-feira, 31 de março de 2009

Obama

A deslocação do presidente Obama à Europa está a suscitar a maior expectativa que alguma vez se criou face a uma nova administração americana. Seja pelo contraste com a anterior chefia dos EUA, seja pela imagem de esperança que o novo líder americano arrasta consigo, sendo que uma coisa não é independente da outra, Obama tem hoje o mundo a olhar para ele - para o que dirá e para o que fará. E o ambiente de crise global que se atravessa torna ainda maior essa responsabilidade.

Nesta sua visita à Europa, Barack Obama sabe que não terá uma segunda oportunidade para criar uma primeira impressão.

1 comentário:

José Martins disse...

Acredito que sim que o presidente Obama não terá, no futuro, outra oportunidade como a de momento na sua primeira visita, oficial, à Europa.

Só que o cesto, como bagagem, que trouxe com ele, não tem por aí além muitos ovos.

E sem ovos não há sertã que frite omeletes.

O Presidente Obama depois de uma campanha eleitoral, inteligentemente, bem programada viria conseguir meter a sua imagem no coração de milhões de habitantes do planeta Terra.

Mas um homem/líder só não ganha todos os desafios, necessita de possuir uma equipa de bons jogadores (mesmo estrangeiros) para conseguir vitórias.

O presidente Obama carrega nas costas um fardo pesado (não me refiro às herança) que dá pelo nome: "Estados Unidos de América", onde nem tudo (agora) o que reluz é ouro.

God blessed América and the mr. presidente Barack Obama.