quarta-feira, 8 de julho de 2009

Lula

Foi uma "festa da lusofonia", como alguém qualificou a jornada que, na UNESCO, consagrou no dia 7 de Julho o presidente brasileiro, Luíz Inácio Lula da Silva, como o detentor, em 2009, do Prémio Houphouet-Boigny para a paz.

O chefe de Estado brasileiro, perante uma entusiástica assembleia de líderes políticos do mundo e uma multidão de admiradores, recebeu o preito de respeito da comunidade internacional, pela sua contribuição à causa da paz, do desenvolvimento e da redução das desigualdades.

Ando há muitos anos nesta vida internacional e, como é óbvio, tenho sido testemunha de diversas cerimónias de consagração de personalidades, sendo algumas mais elegias do que outras, quase sempre encadernadas na forma de exercícios de retórica elogiosa. Mas, devo confessar, raras vezes pude testemunhar um movimento de tão espontânea e genuína adesão ao sublinhar das qualidades de uma personalidade como o presidente Lula da Silva.

Portugal teve, nesta cerimónia, dois momentos marcantes. O primeiro no depoimento do primeiro-ministro José Sócrates, num improviso emocionado, que sublinhou a contribuição do chefe de Estado brasileiro para as grandes causas da modernidade e do progresso. O segundo no testemunho de Mário Soares, presidente em exercício do prémio, que substanciou as razões da atribuição deste galardão ao chefe de Estado brasileiro.

E foi muito bom ouvir a língua portuguesa, em toda a cerimónia, reconhecida por uma plateia global. Este dia fez muito bem ao estatuto do Português à escala multilateral.

11 comentários:

Medicina UFES disse...

ENGRAÇADO QUE NO BRASIL, O LULA É CONSIDERADO UMA FIGURA PEQUENA, VERGONHOSA, MAS PRO MUNDO ELE É O GRANDE LULA.

Helena Sacadura Cabral disse...

Senhor Embaixador percebo o que quer dizer. Mas, confesso, Lula da Silva provoca-me "mixed feelings...". Mais para menos do que para mais!

CN disse...

Sim, foi UM dia bom. Antes um que nenhum, claro. Pena é que não haja outro tão cedo.

Bento Freire disse...

O Brasil, meu caro Medicina UFES, sofre de um erro de paralaxe provocado pela proximidade demasiada.
Mas não deve considerar o Lula uma figura assim tão vergonhosa: elegeu-o 2 vezes...

Anónimo disse...

Sr. Embaixador, muito me enche de orgulho ler as suas palavras! Como brasileira, pertencente por nascimento ao "mundo Lusófono", eleitora de Exmo. Presidente Lula, residente, em estudos neste momento, em Coimbra-Portugal, vejo reconhecido pelo mundo o trabalho que o Presidente Lula tem assumido e trabalhado pelo mundo para a consolidação da paz e a resolução dos conflitos, isto sem falar na própria posição de líder perante os percalços da crise mundial iniciada em 2008.

Agradeço suas palavras, pois entendo que é para todos os brasileiros e não só, já que se hoje existimos como tal, ontem Portugal teve seu papel preponderante e decisivo.

Que a paz seja com todos nós.

Abraços

Noemi Costa (noemicosta@netvisao.pt)

RLocatelli Digital disse...

Sr. Embaixador.

O presidente Lula é amado pela maioria dos brasileiros. A paralaxe de proximidade a que se referiu Bento Freire existe, sim, mas é concentrada em certos círculos elitistas, que preferiam como governante o Príncipe da Sorbone, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Como esses círculos esnobes dominam a imprensa brasileira, tem-se, ao consultar órgãos de imprensa daqui, a impressão de que Lula foi eleito duas vezes por algum acidente astrofísico. Mas não, as transformações sociais que o governo tem implementado no Brasil são dignas de nota e explicam de maneira clara seus elevadíssimos índices de popularidade.

Anónimo disse...

Sr Embaixador,
Como brasileiro, suas declarações trouxeram mais orgulho aos meus sentimentos.

Uma democracia como amplamente difundido é um regime administrativo de uma sociedade cujo poder emana do povo. Claro que este povo para exercer seu direito deve estar permanentemente e corretamente informado. Infelizmente, o Brasil está dominado por uma mídia controlada por poucas famílias e tem se revelado tão absurdamente retrógada e anti-democrática que, utilizando-se de meios que só encontram paralelo em regimens totalitários, vem boicotando e negativando o progresso de nosso país. Chegaram ao ponto de esconder da nossa sociedade esta grande honraria recebida pelo nosso Presidente.

De qualquer forma, novamente muito obrigado pelo seu comentário.

Daniel disse...

Neste país que desde de sua epoca colonial vem seguindo as regras da elite, é comum que esta classe esteja presente nos dia atuais através da imprensa. Lamentável, porém é a falta de comprometimento com o povo brasileiro, que tem seu representante maior, sendo ovacionado mundialmente, e pouco é dito à respeito. O Presidente Luis Inácio é o primeiro passo histórico do povo brasileiro, na posição negada, durante estes 509 anos de existência. É o orgulho não só meu, mas de muitos outros que enxergam nesta pessoa: o povo.

divinadivina disse...

Sr .Embaixador como brasileira agradeço suas palavras ao se referir ao Meu Presidente.Hoje no Brasil mais de 80% dos brasileiros sentem orgulho em ter Lula como seu representante porem a midia e a elite não se conformam com o sucesso de seu governo.Nos seus eleitores porem nãonos deixamos influenciar pelas mentiras Lula ja entropu para a Historia comoo melhor presidente que o Brasil ja teve

Anónimo disse...

Sr Embaixador obrigada pelas palavar elogiossas ao meu Presidente .Apesar da midia do Brasil não ter dado destaque ao premio recebido por ele,nos o aplaudimos pelo governo que esta fazendo principalmente em favor dos menos favorecidos. A elite não o perdoa por essa ser suia prioridade.obrigada mais uma vez Sonia Avino

Wagner P. disse...

Caro sr. embaixador Seixas da Costa.

Muito me orgulha ter Lula como presidente do meu país. Os feitos dele já entraram para a história do Brasil, embora a imprensa daqui faça de tudo para esconder estes feitos e para atingir a honra de nosso presidente.

Gostei muito de suas palavras e já adicionei o seu blog à minha lista de favoritos.

Parabéns.

Wagner P.