quarta-feira, 1 de julho de 2009

Airbus

Há dias, tive a interessante oportunidade de ver voar, no Salon du Bourget, os quatro modelos do Airbus. Aí estiveram, em exibição aérea, um A310 igual ao que anteontem caiu nas Comores, um A340 igual a outro em que, há semanas, atravessei o Atlântico, um A330 similar ao que caiu, nesse mesmo Atlântico e nesse mesmo dia, bem como o A380, o novo gigante dos ares, que pode levar até 853 passageiros.

As viagens aéreas continuam a ser das formas mais seguras de deslocação. Mas a ocorrência de acidentes sequentes com aparelhos da mesma marca tem um impacto psicológico iniludível. Assim, os tempos não estão nada fáceis para a Airbus.

Sem comentários: