terça-feira, 21 de maio de 2013

O Estado do Conselho

Ainda bem que foi possível aos conselheiros de Estado dedicarem-se, durante sete horas, à importante questão da união bancária e da coordenação das políticas económicas no seio da União Europeia. De facto, já tardava esse debate.

Pena é que, como resulta evidente do comunicado sobre a reunião que foi distribuído há minutos, não tenha havido tempo para analisar a situação política, económica e social que o país atravessa. Às tantas, fica para outra vez.

14 comentários:

Um Jeito Manso disse...

Mas será que perderam a noção do ridículo? Será que não pensam que, não escrevendo uma única palavra sobre o buraco (actual!) em que estamos metidos, nós vamos ficar um pouco incomodados?

Há um afastamento e desfasamento muito estranhos entre Cavaco Silva e a população.

António Pedro Pereira disse...

Senhor Embaixador:
Mesmo que a discussão sobre as 2 matérias que enuncia tenha sido profícua, a mensagem chegará ao destinatário?
Com os extravios constantes que o correio tem tido desde há já bastante tempo, duvido.
Os CTT estão em turbulento processo de privatização, com estações a encerrar, não admira que as mensagens se percam sabe-se lá onde.
P. S. Eu, ignorante cidadão comum, fiquei bastante confuso com o facto de, no último Ecofin, o ministro das finanças irlandês ter pedido 15 anos de extensão do prazo de maturidade dos empréstimos e o português se ter manifestado contra. Pediu só 7 anos.
Pedir não custa, sempre ouvi dizer.
Perguntar no Conselho e Estado a razão desta atitude terá lembrado a algum dos ilustres conselheiros?
Será este mensageiro o apropriado para levar a mensagem sobre a necessidade de «união bancária e coordenação das políticas económicas no seio da União»?
Duvido pela 2.ª vez.

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Senhor Embaixador,

Não se pode fazer tudo em 7 horas lol

JOÃO Santos disse...

Embora o que o comunicado contem seja muito desapontador para mim, não acredito que não se tenham abordado temas quentes,dadas as opiniões de alguns conselheiros anteriormente expressas. Infelizmente o C.E. está inquinado pelo espírito "estranho" do seu Presidente, que convidou, para o integrarem, personalidades duvidosas e não convidou, explicitamente ninguem das áreas politicas mais à esquerda, que representam cerca de 20% dos eleitores!Não é claramente o Presidente de todos os portugueses!

JOÃO Santos disse...

O comunicado é cabalístico e dá a ideia de que os Srs Conselheiros não se preocupam com o quotidiano dos portugueses; porém, não acredito que não tenham abordado aqs questões quentes da actualidade.Claro que não nos devemos esquecer de que o C.E. tem a composição que o seu Presidente lhe quis conferir, convidando para o integrar personalidades de integridade duvidosa e que no passado só se serviram dos cargos e não deram andamento a politicas verdadeiramente uteis para o Povo.

Jose Martins disse...

Uma autêntica buracada!

Anónimo disse...

O tempo é de assobiar para o ar !



Alexandre

Anónimo disse...

A ver e meditar !

http://youtu.be/dpywNeT0ZQw


alexandre

Anónimo disse...

A família reúne-se: Um dos membros está constipado o outro, segundo o médico de família, terá um cancro no estomago. Vamos tratar do constipado, quanto ao cancro pode ser que, com o tempo, passe... e depois se vê...

patricio branco disse...

dedicaram-se a falar de problemas mais amplos, a situação na eurozona, portugal já é pequeno para o presidente cavaco silva que quer ir mais alem, acompanhado do ce...

Anónimo disse...

Só 7 horas! Mas o Passinhos vai aumentar a jornada de trabalho na função pública para 8 horas!
7 horas pouco produtivas. Com mais uma vamos sair da crise. A partir e agora reunião ministeria (CM), de conselharias (conselhos de estado), etc, etc... têm de durar, obrigatoriamente 8 horas! O equivalente à jornada de trabalho. Sejais produtivos.

J.

EGR disse...

Senhor Embaixador : vou repetir aqui algo que tenho dito a pessoas com quem falo:que falta faz,ao nosso país ter, nestes tempos dificeis, um Presidente da Republica !



Anónimo disse...

Não esqueçamos que CE e Presidente da República estão em estado catatonico.

Isto para não falar na maioria dos portugueses!

Anónimo disse...

Não seria mais barato e eficiente convidar o atual Papa Francisco a vir a Portugal fazer um exorcismo?

Lá se esbatia a esquizofrenia catatónica e a epilepsia.

Guilherme.