quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Portugal 2013


18 comentários:

Anónimo disse...

Portugal 2013

...

N371111

margarida disse...

... a Alegoria da Caverna?

Helena Oneto disse...

Se até o optimista autor deste blog, mestre em sublimar insublimaveis dores que se tornaram cronicas, vê o futuro próximo do nosso querido pais por um prisma cujas faces reflectem os mais obscuros tons de cinzento (não confundir com os “Fifty shadows of grey”) e um azul de chumbo anunciador de tempestade(s), o melhor seria transferir a sede do “Eixo Norte Sul” para o centro da Europa ou seja, aqui, em Paris ou em Strasbourg. Esta solução tem múltiplas vantagens...

Francisco Seixas da Costa disse...

Mas que leituras mais estranhas! Sob o céu azul de Lisboa (a troika nisso não toca, não é?), a palmeira do jardim provoca uma sombra sobre a parede da casa. Estão a ver como tudo pode ser bem simples? E como se trata de um cenário de otimismo?

Guilherme Sanches disse...

Sombras...

A fotografia é tão má e tão sombria, que até fica a condizer bem com o título. Infelizmente.

Um abraço

Helena Sacadura Cabral disse...

Pois eu gostei da mensagem da imagem.
Vai ser bom ter o meu amigo e a Maria Virgínia em Lisboa. E permiti-me antecipar, neste blogue, a promessa que em tempos lhe fiz, de que depois de Janeiro de 2013, o trataria apenas por meu amigo. Que é o que é.
E fico feliz, também, por isso!

Helena Oneto, minha querida, agora o "casal Seixas da Costa" passa para os meus domínios, até que Estrasburgo e Paris venham até cá!
:-)))

Anónimo disse...

De repente evocou-me Sonhos de Sonhos de Antonio Tabucchi.

Portugalenphotos disse...

Felizmente que não vejo muito de Portugal na imagem, até que muitas palmeiras desapareceram...

no Algarve temos indícios de primavera com pequenas flores novas pelos campos e nalgumas amendoeiras, e um lindo céu azul que resiste à crise| Convido o Sr. Embaixador a também viajar até ao sul quando quiser visitar as prais na época baixa|

Angela

Helena Oneto disse...

Meu querido Embaixador,
Uma palmeira no jardim!! (o meu sonho de sempre) e a Helena Sacadura Cabral na vizinhança!
Felizardo:):)!

Querida Helena,
Um dia tera o nosso amigo Tim Tim com duas cegonhas debaixo do braço a bater-lhe à porta...:)

Julia Macias-Valet disse...

O céu de Lisboa hoje estava assim. Lindo de morrer...

EGR disse...

Senhor Embaixador:vivi uma boa parte da minha vida sob o chamado Estado Novo,com plena consciencia do que isso,sob uma multiplicidade de aspectos,significava; outra boa parte sob a alegria e confiança que,com todos os altos e baixos,o 25 de Abril e a democracia me abriram; hoje, ou seja, no inicío de 2013,e quando o tempo naturalmente vai diminundo,estou muito simplemente angustiado.

Anónimo disse...

Senhor Embaixador, estou comovido por ter fotografado as palmeiras que tenho lá na minha fazenda do Golungo Alto... Pois o vosso futuro não é Paris nem Estrasburgo, é o Golungo! O alto e o baixo!

a) Feliciano da Mata, gentleman farmer, Golungo Alto

Anónimo disse...

Para mim, também há optimismo nesta foto: a parte azul da palmeira representa o fim do subsídio de férias (Verão) e a parte cinzenta da palmeira o fim do subsídio de Natal (Inverno)... a parte preta representa a penumbra até que o Tribunal Constitucional "ordene" a sua reposição!

Vou continuar a sonhar... até ver o próximo recibo! :)))

Isabel BP

Anónimo disse...

Lindo! E, os comentários... Faço votos para que não cortem as palmeiras do Tribunal Constitucional, porque são altas,ou seja, sinal de que nem o Estado Novo as derrubou! Estão lá antes da adesão ao Euro, antes da "Terceira Via" da "moda do dinheiro na bolsa sem pagar impostos",antes das derivas inconscientes ou conscientemente organizadas que possam ter em vista a adaptação a outra sociedade que deve estar a aparecer por aí. Ter um país pequeno a servir de "cobaia" até dá jeito. E, com céu azul no Inverno...

Anónimo disse...

A troika não toca no céu de Lisboa? Ai não que não toca, trocando-o por outros céus!
Agora resumir Portugal 2013 ao céu de Lisboa… e então o céu de Gache?
Este centralismo Lisboeta causa-me uma irritação, ainda mais irritante porque a cidade é a mais bonita e agradável do mundo (pelo que dizem. Mas do meu limitado mundo, é).

Anónimo disse...

Comentando certa frase do Senhor Embaixador:

"Um bom ano de 2013 para si, Mônica! No Brasil, deve ser mais fácil...”.

Engana-se, nos não estamos em crise, pois o Brasil nunca saiu dela.

Já estamos acostumados com esse caos.

Aqui está tudo por fazer, a malemolência domina, nem para reclamar e protestar prestamos!!!

Isabel Seixas disse...

vai ser mais longa a alvorada,
longo dia, ténue o amanhecer,
a noite sai coartada
de pesadelos cansada
e dos sonhos a desvanecer

Mas,por mais que um crepúsculo
assustado
queira na noite adormecer,
haverá um arbúsculo
acordado,
desperto, olhar descansado,
num sereno azul, de céu a nascer...

Oh...


Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro Feliciano
Fiz contas à vida. Deixarei ao filho e netos apenas dívidas. Conservei, é verdade, os dedos mas o Gaspar levou-me o anel.
O de pedido, pediu-mo. Foi delicado. A aliança levou-ma, sem pedir.
Antes que ele leve a única coisa que me vai restar - os neurónios - não me pede à Senhora Engenheira um lugar no Golungo Alto? O baixo não me atrai.
Ah! Prometo levar-lhe as duas cegonhas que fazem ninho nos cabos eléctricos aqui na minha Vita Brevis.