sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Varsóvia

Foto de António Manuel Pinto da Silva
A Varsóvia do dia de hoje não está exatamente assim. Olho pela janela e o céu está um pouco mais cinzento. Mas eu gosto da Varsóvia que esta fotografia do meu amigo António Manuel Pinto da Silva ("Marius", entre os velhos amigos) retrata.

6 comentários:

São disse...

Gostei de recordar a bela capital da Polónia!

Desejo boa estadia .

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara São. É por menos de 24 horas...

Majo disse...

~ Não conheço pessoalmente.
~ Belo o contraste do retrato.

~ O centro histórico evoca-me sempre memórias sentidas de pessoas resistentes, no limiar das suas forças, lutando pela vida e por um mínimo de dignidade.

~ ~ Boa viagem. ~ ~

Joaquim de Freitas disse...

Oh Senhor Embaixador : Eu não quero estragar o prazer da sua visita a Varsóvia, onde passei há anos para ir visitar Auschwitz, onde , diziam, "Arbeit Macht Frei"!

Não, só quero dizer-lhe que não o invejo , porque os Polacos não são exactamente cidadãos que aprecio.

Esta segunda-feira, Obama telefonou ao primeiro ministro polaco, para lhe dizer que, apesar da publicação do "rapport" da CIA sobre a tortura, que põe claramente em causa o governo polaco, que ofereceu o seu território para instalar uma prisão especial para os detidos de Guantanamo e outros, " era preciso que certos segredos continuassem secretos "! Isto é, sobretudo não digam nada do resto, que fica entre nos!

A Polónia, é aquele país , com os Estados Baltas, a Roménia, a Bulgária, etc., dos quais Rumsfeld dizia que eram a Europa moderna e verdadeira ! Ao passo que a França, e os outros países ocidentais eram do "passado"!

A famosa prisão foi instalada graças ao presidente Aleksander Kwasniewski , antigo comunista "relokado" em liberal nova gama, que aderiu à NATO, participou à guerra do Iraque, aderiu à UE e apoiou activamente a revolução "orange" na Ucrânia. O seu predecessor, o muito reaccionário , anti semita e homofóbico Lech Walesa tinha preparado o terreno, ele, o protegido do papa João Paulo II, indo até declarar que "os terroristas seriam mais bem tratados no microclima polaco que nas prisões americanas"! Bom como um samaritano, este Walesa!

Recorda-se de certeza que o "Washington Post" tinha tratado este assunto das prisões da CIA na Polónia, e afirmava que a CIA tinha pago em 2003 aos Polacos 15 milhões de dólares para instalar a prisão em Stare Kiejkuty, o mais negro dos sítios negros da CIA fora dos EUA.

Foi lá que Khalid Cheikh Mohammed tinha sido "beneficiado" com 183 sessões de "waterboarding", mas finalmente por engano, porque ele não era o que os Americanos procuravam!

Dos "tratamentos" recebidos nesta prisão , guardada pelo exército polaco, faziam parte "as posições dolorosas, os homens nus com um barrete enfiado até ao pescoço, alimentação por via rectal ("rectal feeding"), banhos de água gelada, isolamento na escuridão durante horas, pancadaria e música ensurdecedora!" Como no Club Med !

A Polónia passou em julgamento na Corte dos Direitos do Homem. Mas os bons amigos protegeram-nos.

Se tiver de passar lá pelo sitio seria melhor tomar uma tangencial!

Joaquim de Freitas disse...

Uma frase ficou de fora:

Estranho destino desta terra polaca , tão religiosa , mas onde o que há de mais sórdido na natureza humana foi lá eleger domicílio : Auschwitz- Birkenau, Solibor, com Hitler, e a fortaleza da tortura da CIA com Obama.

Portugalredecouvertes disse...


Que tragédia humana também nesta Europa Sr. Joaquim de Freitas