sábado, 24 de março de 2012

O norte e a diplomacia

Era a minha primeira viagem a Portugal, como embaixador em França. Estava na sala de executiva de Orly e, a certo ponto, perguntei à simpática senhora da TAP se não era já hora do meu voo. Sossegou-me, dizendo que ainda tinha muito tempo. Minutos depois, com um vago pressentimento, levantei-me e fui ver o quadro eletrónico na parede: o voo já estava em "dernier appel". Agarrei as minhas coisas e, de forma apressada, encaminhei-me para a porta. A senhora da TAP interrompeu-me:

- Mas olhe que ainda tem muito tempo! Ainda não chamaram para o embarque.

- Essa agora! Está ali bem claro, no voo para o Porto, que já é a última chamada.

- Ah! mas vai para o Porto!? É que o embaixadores portugueses vão sempre para Lisboa...

A senhora ficou a saber que a regra tinha algumas exceções: também há embaixadores do norte.

7 comentários:

Portugalredecouvertes disse...

Então o Sr. Embaixador era conhecido da senhora da TAP

ou tem informação especial no bilhete ou documento de embarque?

Francisco Seixas da Costa disse...

Em todos os seus destinos, entre os funcionários da TAP e os agentes diplomáticos portugueses aí residentes há, por regra, um mútuo e simpático conhecimento.

Isabel Seixas disse...

Bem, mas também com residência em Lisboa...Daí esta exceção vincula-se à regra.

Anónimo disse...

E que exceções! A senhora (de lisboa certamente) tem um desconhecimento grave dos excelentes embaixadores do Norte: além de V. Exa, permita-me nomear dois (entre os que mais haverá), o FCP e o vinho do Porto… (estes dois últimos nem arriscam a queda que o anjo Calisto Elói protagonizou)

patricio branco disse...

que grande sarilho se arranjava, confiar na crença da senhora que os embaixadores só têm um destino

Anónimo disse...

Esta é boa para começo de semana. Não se esqueça de (de vez em quando) nos contar mais alguns destes percalços, pois deve ter um bom reportório, para quem já anda nestas "andanças" há muito tempo. Com a TAP, tenho algumas... mas o mais importante é o voo ser calmo, depois de nos encontrarmos entre as nuvens... A TAP é sem sombra de dúvida a embaixadora de Portugal, que mais admiro, a seguir a VEXA! Imagine o desgosto de saber que vai ser privatizada...

Anónimo disse...

Ainda bem que veio à baila a TAP. Choro pelo dia da sua privatização. Ainda julgo que não chegará a acontecer. Assumo este "amor cego" pela TAP.