quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Três dias

Dia 1. É preciso aproveitar melhor as oportunidades na área da construção civil que se abrem às empresas portuguesas neste país. Por isso, a embaixada acolheu, no dia 11, as largas dezenas de convidados que a Câmara de Comércio Franco-Portuguesa juntou, para um exercício de várias horas, entre promotores imobiliários franceses do setor da habitação social e um conjunto muito importante de industriais nacionais da nossa construção civil.

Dia 2. As portas da embaixada voltaram a encher-se, do dia 12, com quase uma centena de pessoas para aplaudir as dezenas de alunos portugueses premiados com bolsas de estudo para a frequência do ensino superior francês no corrente ano letivo. Trata-se de uma iniciativa lançada pela embaixada de Portugal que merece o apoio do Banque BCP, do banco BES, da Caixa Geral de Depósitos, da companhia de seguros Fidelidade, da empresa INAPA e da secretaria de Estado das Comunidades portuguesas.

Dia 3. O conselheiro das Comunidades portuguesas, Carlos Reis, foi o responsável pelo simpático convite que me foi dirigido pela Faculté de Droit, Économie e Gestion, de Orléans, para aí proferir hoje uma conferência subordinada ao tema "Le Portugal en Europe - les nouveaux défis". Seguiu-se um animado e informado debate, dentre a centena e meia de presentes, onde se contavam muitos estudantes e alguns "maires" da região. Portugal continua a ser um tema que interessa muitos franceses. Agora que as coisas não estão fáceis para nós, acho que vale ainda mais a pena praticar uma ativa "diplomacia pública" para explicar, com clareza e com todas as "cartas sobre a mesa", como estamos a trabalhar para vir a sair da crise e, de caminho, o modo como olhamos as estruturas em discussão nesta Europa. Uma jornada que valeu bem a pena.

4 comentários:

Portugalredecouvertes disse...

Sr. Embaixador
parabéns por essas iniciativas da Embaixada!
quando andava por aí, não se ouvia falar na Embaixada, e nos Consulados, quando era necessário lá ir, era sempre em ambiente "de luta", tanto do lado dos funcionários como dos visitantes.
Bom já há alguns anos! A situação deve entretanto ter melhorado.

Atentamente

Isabel Seixas disse...

Parabéns,bom saber que
Aí está uma Embaixada dinâmica, aberta, e disponivel para cooperar no acompanhamento e divulgação dos "percursos" do Seu País e dos seus cidadãos.

Helena Oneto disse...

Parabéns Senhor Embaixador pelo seu dinamismo e empenho em dar uma imagem mais digna de Portugal e dos portugueses que vivem em França! Mais vale tarde que nunca e muito tem sido feito nestes anos de "crise". Subscrevo inteiramente o comentário de "Portugalredecouvertes".

Adelo disse...

Não podemos deixar de louvar estes exemplos de diplomacia cidadã.
Que vão muito mais longe que a diplomacia econónica (tanbem necessária e louvavel), e da outra do coquete. Parabens embaixador Seixas da Costa. E saudações tanbem aos seus interlucotores e "convidantes" como o Carlso Reis....
vive le Portugal du futur!