sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Duquesa de Alba

Se se quiser homenagear a Duquesa de Alba, que agora morreu - embora eu desconheça qualquer razão particular que justifique essa homenagem -, então façamo-lo publicando uma foto antiga dela que, por um instante, nos faça esquecer a figura em que as sucessivas operações estéticas a converteram e que - confessem as pessoas ou não - induziam em todos, desde há vários anos, um sorriso sarcástico, sempre que fazia as suas patéticas aparições em público. Sejamos sérios!

9 comentários:

Na Província disse...

Uma senhora que tinha como lema, "viva e deixe viver", só isso, já revela a forma como passou por esta vida!

diogo disse...

a populaça gosta de sangue , de ridículo e outras .
veja-se a programação televisiva e alguns programas de rádio .
linda mulher que a senhora foi em tempos .

Anónimo disse...

Que descanse em paz.
Teve o direito de fazer as plasticas grotescas que quis,tal como a nova ministra tem de se maquilhar e pintar o cabelo aos 60 anos.

Anónimo disse...

acredito que não é pela aparência que devemos fazer um julgamento, e sim por atitudes, e por essa a Duquesa era bela.

Anónimo disse...

María del Rosario Fitz-James Stuart y de Silva: 18th Duchess of Alba de Tormes/Grandee of Spain (RIP 1926 – 2014)
+ IN MEMORIAM MARIÆ DE ROSARIO CAIETANÆ FILIÆ-IACOBI-STVARTÆ ET DE SILVA, ALBÆ ET BERVICENSIS DUCISSÆ, HISPANIÆ MAGNATIS, QVÆ HODIE HISPALI IN BÆTICA OBIIT, OCTOGESIMO NONO ANNO ÆTATIS SVÆ, CVIVS ANIMA PER MISERICORDIAM DEI REQVIESCAT IN PACE.

Isabel Seixas disse...

Bem no cimo mesmo à tona representava o sonho de grande parte da população feminina , aquele oriundo dos contos de fadas da beleza e juventude perpétuas do príncipe masoquista até à herança do altruísmo de dama de companhia encantado com o mediatismo e vida em palácios, que casou com a rã só que esperou sentado até que o feitiço passasse ou até que a morte o aliviou, mas a Senhora atenuou também muito estigma com as suas modas algo bizarras...

Enfim cada vez gosto mais da Madre Teresa de Calcutá e de Florence Nightingale...

Graça Sampaio disse...

Bonita em nova....

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Senhor Embaixador

Será que o facto de ter conseguido recuperar todo o património da sua casa não será justificação suficiente para se "libertar da lei da morte"

Anónimo disse...

Senhor Embaixador,
O que são "patéticas aparições públicas"? Tem de se ficar fechado(a) em casa, porque se é vê velho(a) e com vontade de viver?
Sofia P