quinta-feira, 26 de junho de 2014

Ernâni Lopes


Ernâni Lopes desapareceu, vai para quatro anos. Ontem, no retomar dos encontros da SAER, a entidade que criou e que agora vai passar a ter uma nova vida, todos nos sentimos à volta da memória deste homem que não deixou indiferente quem com ele teve o privilégio de contactar.
 
A falta que a todos nos faz, nestes dias sombrios, a palavra livre de Ernâni Lopes!

8 comentários:

Anónimo disse...

A Liberdade é a Possibilidade do Isolamento


A liberdade é a possibilidade do isolamento.
És livre se podes afastar-te dos homens, sem que te obrigue a procurá-los a necessidade do dinheiro, ou a necessidade gregária,
ou o amor,
ou a glória, ou a curiosidade, que no silêncio e na solidão não podem ter alimento.

Se te é impossível viver só, nasceste escravo. Podes ter todas as grandezas do espírito, todas da alma: és um escravo nobre, ou um servo inteligente: não és livre.
E não está contigo a tragédia, porque a tragédia de nasceres assim não é contigo, mas do Destino para si somente. Ai de ti, porém, se a opressão da vida, ela própria, te força a seres escravo. Ai de ti, se, tendo nascido liberto, capaz de te bastares e de te separares, a penúria te força a conviveres. Essa sim, é a tua tragédia, e a que trazes contigo.
Nascer liberto é a maior grandeza do homem,

o que faz o ermitão humilde superior aos reis, e aos deuses mesmo, que se bastam pela força, mas não pelo desprezo dela.

Fernando Pessoa, in 'Livro do Desassossego'

iseixas disse...

Como FERNANDO PESSOA É LÚCIDO

Isabel Seixas

opjj disse...

Passados muitos anos, posso dizer que quando foi ministro das finanças foi o pior periodo em que o salário não me chegava ao fim do mês. Hoje, mesmo com a troika, sempre me sobram uns cobres.Era um teórico e palestrante.Acho mais interessante um Galamba.
De resto nada tenho contra o Sr.
Peço desculpa pela minha observação.
Cumps.

patricio branco disse...

era uma personalidade respeitavel, teve o seu papel nesses anos, ministro, embaixador aqui e ali, economista respeitado, presidente da fundação luso-es+anhola, etc, um profissional emprestado à politica do tipo sousa franco, que faleceu em combate há 10 anos, enfim, a homenagem e lembrá-lo está bem, era tambem um sr, gentleman, alto e magro como o principe filipe de inglaterra, mas sem duvidas que precisamos de homens como, será que o psd o utilizaria agora? ele etc etc

Anónimo disse...

Gostava de ler um comentário seu sobre esta “polémica” relativamente a Jean Claude Juncker por causa do Reino Unido. Os tabloides ingleses não o poupam. Demasiado Europa para inglês engolir.
S. M. Vicente

Anónimo disse...

O PSD não utilizaria Ernâni Lopes pela simples razão de que era um homem demasiado honesto para entrar no tipo de patranhas actuais.
Não há nada de especial no regatear do RU quanto a Juncker. Just bargaining.

Anónimo disse...

Eu vivii mal no tempo de Soares/Ernâni Lopes mas vivo muito pior no tempo de Passos/Portas. Agora, tenho mais trinta anos em cima, uma reforma que era razoável no tempo de Sócrates e que hoje é péssima - e não se perspectivam fundos europeus para a repôr ou aumentar, como havia no tempo de Cavaco. Cavaco esse que desde há oito anos preside ao país como se não fosse nada com ele. Ou seja, não tenho futuro. Ninguém me preveniu há três anos que iria ser assim. Se soubesse, nào tinha ido nas promessas destes senhores.

Anónimo disse...

Este último anónimo andou muito distraído ou julgou que em quanto o pau vai e vem folgam as costas: mas o pau vem. Lembrar-lhe-ei o primeiro grande alerta da tragédia que se desenhava: no final do governo Guterres o Plano Pina Moura para combater o déficit; o segundo grande alerta: a espantosa afirmação de Sampaio de que havia mais vida para além do déficit: claro que há, a vida do combate ao mesmo! Os quinhentos mil avisos do ministro das Finanças socialista Medina Carreira; a campanha de Manela Ferreira Leite contra o despesismo de Sócrates.
Não chega? Toda a gente sabia, mas a maioria preferiu sonhar alto e folgar antes da paulada.
João Vieira