sábado, 10 de setembro de 2011

11 de setembro

Nestes que foram os dez anos passados sobre o 11 de setembro, e porque vivi então a data em Nova Iorque, quando aí era embaixador português junto da ONU, fui chamado a dar testemunhos em diversos jornais, rádios e televisões. 

Não procurei ser original, até porque há muito que sedimentei aquilo que penso sobre o que se passou nessa data e no que se lhe sucedeu.  

Correndo o risco de ser repetitivo, e para quem possa estar interessado, deixo "links" para três textos: aqui, ali e acolá. Hoje, escrevi no "Correio da Manhã" isto.

Mas é isto é o que eu gosto de recordar de Nova Iorque, com um abraço aos amigos que por lá deixei.

15 comentários:

Teresa disse...

É impossível esquecer. O meu blogue tinha apenas cinco dias quando contei como tinha vivido esse dia de horror, como tinha sido estar em Nova Iorque um mês depois.

http://gotaderantanplan.blogspot.com/2006/09/american-tune_11.html

Ano após ano, não consigo esquecer esta data infame.

http://gotaderantanplan.blogspot.com/search/label/September%2011

jagga nathan кешин disse...

Para o ano são 11

Os Pearl Harbor norte americanos duram na infâmia em regra apenas 20

Lembremos o Álamo

Lambremus o Maine...o Maine foi ao fundo

o nine eleven idem

curiosamente uma reportagem russa

foi mostrar as fotos das torres a arder a vários afgãos

nem os polícias sabiam o que era aquilo

um aldeão de Helmand perguntou se era kabul

outro de kandahar afirmou que era kabul

um velho a quem foi explicada a fotografia
disse vocês andam a dar armas aos nossos filhos e netos

enquanto os vossos brincam

e querem que nós tenhamos pena das vossas perdas?

(traduttore muy malo, mas tirando uma ou outra palavra é o resumo)

jagga nathan кешин disse...

он будет nine eleven que permanecerá na infâmia até ao fim dos tempos
Отменить подписку geralmente o fim dos tempos chega sempre com muitos milénios de avanço

Anónimo disse...

"Perdoa-lhes Senhor, porque eles sabem o que fazem".

Bush primeiro. Obama depois.

Sr. Embaixador, obrigado pela sua memória de Embaixador e Sabedor.

http://www.youtube.com/watch?v=YNyE2xExktA

L M D disse...

Estes atentados bárbaros, não foram só contra os EUA, foram contra todo mundo livre.
Quero deixar uma palavra de apreço, a todos os familiares das vitimas e a todos os que tentaram ajudar, quem neste dia precisou de ajuda.
Bem hajam

Isabel Seixas disse...

Este post fez-me lembrar um poemário com imagens

Adoro poemários
Abro-os como quem baralha cartas na esperança de encontrar o pensamento adequado para encetar o dia...
_
hoje
Gerard Nerval(1808-1855)

Homem, ó livre pensador!,crês que somente
A ti no mundo coube o pensar e o sentir?
das forças que tu tens és senhor de fruir
Mas dos conselhos teus o Universo é ausente

Respeita no animal um espírito agente
Na natureza abrindo, a flor é alma a abrir
Há um mistério de amor no metal a dormir
Tudo é sensivel -Tudo é sobre ti potente!

Teme, no muro cego,um olhar que te espia;
à serena matéria um verbo está unido...
Não a faças servir qualquer prárica impia!

No mais humilde ser vive um deus escondido;
E, como um olho que entre os cilios revela,
sob a crusta de pedra um espirito vela.


"De qualquer maneira, há Deuses levados do diabo..."

Bom domingo

Isabel Seixas disse...

Gostei de ver o soneto configurado como tal...Hum...
(acho que o estilo de formatação só respeita alguns autores, e é justo , nada a opor que ideia)
Peço desculpa pela ingerência do r onde o t é chamado em "prática" no terceiro verso do 1º terceto.

Fernando Frazão disse...

Se é impossivel esquecer o 11 de Setembro de 2001 é, igualmente inesquecível, o 11 de Setembro de 1973 data em que morreu o presidente eleito do Chile Salvador Allende durante o bombardeamento do Palácio de La Moneda que deu início ao golpe militar que levou ao poder o ditador Pinochet dando origem a uma das mais cruéis e sanguinárias ditaduras do sec. XX.
Não vi uma única referência à efeméride.
Eu sei que os tempos são outros mas convém não ter memória curta.

Anónimo disse...

Helena Oneto disse:

Senhor embaixador,
Destes três textos, só conhecia o primeiro que li, com muita emoção, poucos dias depois de descobrir este seu blogue, já la vão mais de dois anos. Os outros dois textos, a sua analise do mundo antes e depois do 9/11 são exemplares no fundo e na forma. (...)

Nova York cantada por "Franky" é irresistível:)!

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Fernando Frazão: Como verificará, não me esqueci. Consulte, por favor: http://duas-ou-tres.blogspot.com/2009/09/11-de-setembro-de-1973-chile.html

Francisco Seixas da Costa disse...

Por um lapso, "subscrevi", durante algumas horas, um comentário de Helena Oneto. Coisas...

Mônica disse...

Quem viu ao vivo deve ter sido simplesmente horrivel.
Nem penso nisto a noite, pois fico com pesadelo.
com carinho MOnica

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Sr. José Martins: Peço desculpa por não publicar o seu comentário, mas não quero fazer "chover no molhado". De qualquer forma, muito obrigado pela nota.

Helena Sacadura Cabral disse...

Eu dei por isso, com o Senhor Embaixador a responder a si próprio. Achei bizarro, mas pensei que era por causa do 11/9 que andava tudo perturbado. Afinal era a Helena que o Google fizera coincidir consigo. Anda tudo doido lá pelo sítio. E falamos nós do Sapo...

Julia Macias-Valet disse...

Eu também dei por isso, cara Helena SC e até comentei, mas a mim o Google censurou-me...ou nao tera sido ele !? : ))

...e até escrevinhei timidamente uma frase sobre o "nine eleven"..

Os textos "aqui", "ali" e "acola" como sempre, grandes momentos de Historia Contemporânea.
Para quando um ciclo de conferências na ENA ?