quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

O novo ano

Deixei, há muito, de acreditar na ritual ideia de ter o início do ano civil como ponto de partida para um novo tempo na vida pessoal. Se, ao longo do ano anterior, não fomos capazes de mudar atitudes e práticas, dificilmente será a simples entrada de janeiro a dar-nos a força e, em particular, a  persistência que até aí não tínhamos tido - seja o arrumar daquela estante ou arrecadação, sejam os contactos pessoais em atraso, seja recomeçar a escrever um texto há muito adiado ou qualquer outro ato que seguramente nos ajudaria a melhorar e organizar a vida. Mas percebo muito bem que alguns persistam em tentar utilizar essa marca temporal como o momento para o abrir da ilusória cortina que nos separa de um futuro de maior racionalidade.

Pesando bem as circunstâncias, contudo, iniciar uma dieta hoje não seria uma má ideia...

13 comentários:

Anónimo disse...

Concordo com o Senhor Embaixador. Não é necessário esperar uma data para iniciar um qualquer projeto. Tudo bem, mas o simples facto de pensar numa data para iniciar... já é um bom princípio... se esse ato for um dos bons!
Um BOM 2014 e os
meus cumprimentos,
MT

opjj disse...

Caro Dr. S.daC. São estímulos.Fecham-se os balanços e perspectiva-se o novo ano melhor.São estratégias que se mudam de modo a atingir objectivos.. Muitos não precisam de mudar nada.
Olhe, perdi um tempito no Excel introduzindo dados com as despesas de 2013.No final cheguei aos nºs com; seguros, combustível,IMI, etc... Curiosidades que muitos deveriam saber.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Uma pergunta inocente: porque é que o Seminário Diplomático que junta todos os Embaixadores em França tem lugar na rentrée em Setembro e aqui tem que ser em Janeiro?

patricio branco disse...

de boas intenções está o mundo, o ano novo, cheio...
perder peso, eis um bom propósito se as circunstancias justificam...
planear uma economia pessoal, domestica, adaptada aos tempos que correm, mais ou menos como diz opjj, etc

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O mais importante, hoje, é manter as tradições:
http://cronicasdorochedo.blogspot.pt/2014/01/e-preciso-manter-as-tradicoes-de-ano.html

Alcipe disse...

O anónimo das 16h38 acha que devemos fazer tudo, tudo, tudo, como se faz em França?

Guilherme Sanches disse...

Boa ideia. Concordo com quase tudo, menos com aquela história da arrumação.
É como deixar de fumar - tem de haver uma mentalização prévia e um dia marcado, ou então é tempo perdido.
Portanto, arrumar estes papeis que aqui esperam pelo local certo, porque não hoje, que é dia 1? Vá lá, também não é preciso ser tão intolerante, pode ser amanhã. Ou segunda feira.
Um abraço

Anónimo disse...

Ano Novo discurso velho!...

antónio pa

Paulo Vasco Pereira disse...

Totalmente de acordo :)

Isabel Seixas disse...

Dieta?!...
Só se for de austeridade.

Anónimo disse...

Com um Seminário em Setembro conseguem-se lançar as sementes que medram em Janeiro.
Com um Seminário em Janeiro as sementes medram quando muito em Setembro.

olinda silva disse...

Feliz 2014 para o senhor.
Eu faço isso no meu aniversário, no meu "renascimento", é nesse dia que faço planos para mim, para a aminha vida...mas gosto do ritual na passagem de ano, há como que uma concentração de energias. E se dá esperanças às pessoas, porque não?

Portugalredecouvertes disse...


Feliz e Bom Ano 2014 a todos
que se faça boa arrumação dos sentimentos e das paixões
deitando fora os maus e encorajando os bons a darem melhores frutos

Angela