quarta-feira, 26 de junho de 2013

Correspondência

Queixam-se comentadores do blogue da minha falta de atenção àquilo que escrevem, da muito frequente ausência de uma nota, mínima e cordial, da minha parte, ao cuidado que tiveram em deixar umas palavras num ou noutro post.

E queixam-se muito bem! Têm toda a razão! Porém, se por ora não prometo corrigir-me, porque a minha vida é o que é, asseguro que o meu complexo de culpa está a ser constantemente inflacionado na medida exata dessas confessadas falhas, como numa conta a prazo, sempre a render. Com o peso da consciência a atormentar-me a existência e o écran, acabarei um dia (com muito maior probabilidade, uma noite) por mudar de (maus) hábitos. Não desesperem!

Só que até a esse meu "regresso aos mercados" de uma blogosfera mais atenta, lamento muito, mas as minhas respostas manter-se-ão episódicas. Desculpem lá!

18 comentários:

Anónimo disse...

Não sou apreciadora de blogueiros "certinhos".

Acho, no entanto, que poderia ser um tudo nada mais interventivo.

É só uma sugestão!

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro RuiMG: tem toda a razão. Há dias em que acordamos irritados. Já corrigi o post "accordingly".

Anónimo disse...

O que me anda mesmo a atormentar é a ausência de comentários da Isabel Seixas. Terá também saído da sua "zona de conforto" como tantos outros? Estará doente? Amuada?
xg

Anónimo disse...

Não se preocupe. Comente quando puder, ou quiser, se puder e se quiser. O meu ego não se incomoda nada.
Acho importante que o blogueiro tenha essa liberdade.
JR

Anónimo disse...

Percebo-o muito bem, caro Embaixador. Cada um tem a sua vida e eu não invejo a sua. Abraço de Vidago

Anónimo disse...

O seu blog é uma especie de jardim, onde você deixa passear os visitantes. Apareça quando puder

CSC

Anónimo disse...

Esqueci-me de acrescentar: você dá o mote com o texto e o pessoal reage como quiser. É uma justa distribuição de trabalho

CSC

Anónimo disse...

Não tenho a impressão de que o Sr. Embaixador não reaja à opinião dos comentadores.
Sempre tive a sua resposta pronta quando foi "provocado" e, o seu silêncio, tomei-o sempre como consentimento ou indiferença.
Por acaso, hoje, não sei se o estou a "provocar"...

Anónimo disse...

Num "blog", o escriba lança o mote e os frequentadores comentam dando as suas opiniões. O escriba nem sempre tem de comentar os escritos dos leitores. A riqueza do blog é perceber as diversas opiniões de quem o frequenta, nem que seja apenas esporádicamente.

EGR disse...

Senhor Embaixador:junto-me aos não se incomodam com a falta de comentários de V. Exa.

margarida disse...

Mimalhos! Uma cambada de mimalhos, é o que é.
Não ligue, excelência, e acumule ainda mais cargos, tarefas e responsabilidades, que isso é que lhe vai bem, nessa freima de viver.
Atençãozinha à saúde e etc e tal, no entanto.
Quem avisa...

António Pedro Pereira disse...

Caro Senhor Embaixador:
Eu ficaria preocupado se anunciasse o fim deste espaço espectacular de partilha de vivências e de histórias deliciosas.
Espero que, pelo menos para isso, continua a ter tempo.
O resto é menos importante.
Estou-lhe muito grato.
Aceite os meus cumprimentos.

Helena Oneto disse...

Com uma agenda como a sua, é de louvar a regularidade desde Duas ou Três Coisas onde chacun trouve toujours (ou presque) de quoi se mettre sous la dent et nous fait, assez souvent, rire! A plus vous n’êtes pas obligé, mon cher Ambassadeur.

Anónimo disse...

Aiiiiiiii, meu deuuuuuuuuus, em Francês a coisa pia mais fino

Anónimo disse...

peça uma comissao homem!

20 eurinhos por resposta a comentario
umas papas
um barca velha
um pudim do abade
uma garrafe de whiskas


isto ha e que ter ideias sr embaixador
ultrapassar a crise...

Isabel Seixas disse...

Olá Sr. Embaixador

Acho que deve fazer o que lhe dá na real gana...

Identifico-me na integra com os comentários das minhas amigas Margarida e Helena Oneto também de CSC,dos anónimos das 21/ 22 e pico e do António PP.

Agora permita-me

Caro xg
Espero qualquer dia em presença física retribuir a ternura do seu comentário talvez com um abraço.

Só para acabar com o seu "cabo dos tormentos" e parafraseando o nosso anfitrião é bem simples, é a primeira hipótese saida da zona de conforto, apenas estive de férias e decidi dar férias de mim...

(Quer dizer para ser franca "prometi" não "levar" Net)

Doente?! se estou nem quero saber, não me deixo sentir doente...

E amuada é sensual, mas simplesmente ou não aprendi ou não tenho competência, simplesmente não sei amuar...
(Claro que algures um psicanalista está a rir-se, ainda bem...)

Agora, claro que adorei o seu comentário, portanto cá estou "embevecida"...
Bjinho
Isabel Seixas

Anónimo disse...

De preocupada que tem andado, a 'velha senhora' suspirou de alívio com as boas notícias da sua especial amiga, a cara Isabel Seixas (perdoe-se-lhe por favor, a demasiada extensão do 'suspiro'):

isabel isabelinha
que consolo que emoção
apreender que eu não tinha
de tratar do coração
que quase se me definha
de esperar de si em vão
duas linhas uma linha
de usual comentação
(rimas fáceis -ão e -inha
não lhes dou terminação…)

mas a sério boa amiga
com xg - seja ele ou ela -
receei mal ou fadiga
ou qualquer outra mazela
- não amuo nem intriga
que pra si são bagatela -
lhe tivessem - como diga? -
provocado a fugidela
(rimalhice duma figa
não hei dela escapadela?

alinha amiga em piela
com alvarinho á tigela?)

Isabel Seixas disse...

Ó senhor Embaixador sem esquecer de modo algum o quanto o Duas ou três Coisas é inclusivo e fomenta amizades, permita-me retribuir a manifestação de amizade,


Ó Cara Velha Amiga
recente no tempo cronológico
numa amizade tanto esperada,de e da antiga,

Nem lhe digo
o quanto é saudável no meu plano ideológico
suscitar a importância aliciante da intriga e a inveja do inimigo

Há mesmo quem diga
que das minhas ideosincrasias
sobressai a de "inocente provocadora"...

Encontremo-nos então Cara Amiga
nas nossas provocantes ironias, ó mais valias
Que que de forma irreverente não Nos deixam ir embora...

Quanto ao alvarinho
não sei se é de arriscar
poderá não ser bom caminho
pois tenho receio do que possa vir a falar...

Proponho antes a nossa água das caldas
depois de um bom folar presunto e pasteis de Chaves
bem acompanhadas por trovadores, poetas com mensagens sóbrias e alvas, livres de efémera e libertina embriaguês, sem amarras tacanhês ou entraves...


para Si um especial Abraço
E muitos muitos bjinhos
Isabel Seixas