sábado, 29 de junho de 2013

Climas

Na madrugada de ontem, saí de um Porto abafado, a prenunciar um dia que se anunciava bem quente. Cheguei a Paris, "vestido de verão", e deparei com 12 graus. Agora, aqui em Estrasburgo, chove "que Deus a dá" (como se diz na minha terra) e faz frio. Só espero que, hoje à noite, quando a Ryanair me pousar na "invicta", a tempo de um belo cabrito no "Fernando", em Pedras Rubras, volte a recuperar o calor ibérico. É que tenho de me aclimatar  - o que também farei em Lisboa, durante todo o dia de domingo - para não estranhar o caloraço que irei encontrar em Hammamet, na Tunísia, na 2a feira, e, com toda a certeza, aquele que, na 4a feira seguinte, me espera em Madrid, onde tenho de ir por umas horas

Confesso que saltitar entre climas não era bem a ideia que eu fazia da minha aposentação.

17 comentários:

Anónimo disse...

O Senhor Embaixador esta e mal alojado! Eu conheço o Senhor Alcipe, ele nem sabe estrelar um ovo! Venha para o Golungo, e Sul e e quentinho!

a) Feliciano da Mata, credor privilegiado

Francisco Seixas da Costa disse...

Olhe que não, Feliciano! Por aqui está,de facto, um gelo, mas as "couvettes" já não são o que eram. Mas como ninguém deu conta... Salva-se um chá de rótulo preto e extração britânica de que o Sean Connery gosta muito e o Industão abate a um ritmo aprendido com o colono. Mas isto são "private jokes", "amuse bouche" para o"breakfast" que tarda. Não ligue o leitor eventual

Portugalredecouvertes disse...

isso parece ser uma experiência do centro norte-sul, sendo que o Porto ficaria ao centro!

Anónimo disse...

Concordo e acrescento:. O Centro-Sul é o Fernando de Pedras Rubras e o Centro-Norte é o Café de Flore. Parecem incompatíveis mas o trabalho do Senhor Embaixador não é justamente o de aproximar os Centros?Acho ainda que a sede do Centro Norte-Sul para estas matérias deveria ser instalada entre os dois, ou seja algures entre o Arzak e Eugénie-les-Bains, onde a comida e a bebida são decentes.

Anónimo disse...

Em tempos disse, a sério, ao ver como os portugueses (às vezes pouco letrados) se movimentavam em Paris, que esta megalópolis era para eles como uma qualquer daquelas aldeias reconditas portuguesas de 40 ou 50 fogos...
Mas não tinha razão.
Porque como aquela aldeia, é o globo terrestre! É que na aldeia imaginária de que falava, o último fogo distava a duas horas de caminhada...
José Barros

Anónimo disse...

Não lhe invejo a sua vida de saltimbanco! Essa não seria o tipo de aposentadoria que eu escolheria. Mas nem todos gostamos das mesmas coisas. Estou certo ou errado?... como dizia o ator Brasileiro.

Isabel Seixas disse...

Por outro lado,

Um clima de amizade constante, sem exposição a diferentes amplitudes térmicas de emoção contrastante, preserva a temperatura corporal sem correr o risco de exposição ou vulnerabilidade à febre inconveniente...

além de que andar no ar dada a amortização da gravidade é...Revigorante.

margarida disse...

Aqui está um (horrível) calor da Tunísia, fique 'sossegado'.
E lá se foram as argumentações públicas, que sucederam em privado... (vide post "Porto 1", para o leitor eventual)
Em tempo: esse digno cargo não pode vigorar apenas por um ano? Aposto como a fila de interessados (sobretudo depois do trabalho de sapa estar feito) cresce diariamente.
É que vai por cá uma crise de empregos...; V.Exa., cidadão exemplar e solidário, podia ceder o posto. E usufruir de algum merecido repouso. Não?
Se não, então não se queixe...
:)

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Margarida: por aí, nem camelos faltam! Quanto ao Centro Norte-Sul, não é um "emprego"', é apenas uma ocupação... bem ocupada! Trata-se de uma tarefa pelo período de um ano, mas o meu futuro sucessor só por acaso será português. Nos quase 25 anos de existência do Centro, eu sou o segundo diretor de nacionalidade portuguesa.

margarida disse...

"It is better to remain silent and be thought a fool than to open one's mouth and remove all doubt."
(Mark Twain)
Sela o meu 'comentário'.
Ou devia ter consultado previamente a Wikipédia...
Penalizo-me neste deserto camelóide...
;)


Anónimo disse...

Não me admiro nada. Sempre achei que ia ser assim quando o Senhor Embaixador estivesse aposentado do MNE. E ainda, se calhar não vislumbrámos tudo!

margarida disse...

...RYANAIR?!

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Margarida: Ryanair, pois claro, que eu sou poupadinho com o dinheiro público (neste caso, europeu). Chegou (quase) a horas e deu-me tempo para o tal cabrito no "Fernando", em Pedras Rubras, onde (para compensar a poupança na viagem, mas do meu bolso) derrotei um Meandro, que, por acaso, estava "de truz". E, depois, ala-que-se-faz-tarde para Lisboa, onde cheguei (não conduzi, claro!) ao bater das duas, com o Procópio ainda aberto. Vidas...

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 13.45: sempre achou? Eu não, confesso. Admiro a sua presciência.

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Isabel: andar no ar não é revigorante. Aqui entre nós, que ninguém nos ouve, é uma chatice, pode crer.

Helena Oneto disse...

Senhor Embaixador, a viajar a esse ritmo, chato ou não, um dia destes crescen-lhe asas:)...

Isabel Seixas disse...

O comentário da Helena Oneto é o maximo...Fez-me rir a sério...

Agora querida Helena eu "pessoalmente"sempre achei que o Senhor Embaixador tinha asas...
Eu explico: primeiro dado o ar angelical das suas feições; segundo como "Patrão do duas ou tres coisas" tem paciência de santo(pelo menos no que a mim concerne)e dizem que os anjos são santos e os santos são anjos;
terceiro porque está em todo o lado em frações de minutos sem perder o centro Norte e Sul...

Convenhamos Só um Anjo...
Não desfazendo, tenho alguma inveja e puro despeito...

De qualquer forma adoro demónios, claro...Hummmm, dão cá uma luta...