sábado, 1 de abril de 2017

Por um país decente


Aquilo a que o país hoje assistiu pela televisão, ao ver uma bárbara e desproporcionada agressão de um polícia a um adepto do futebol, é uma mancha na imagem das nossas forças de segurança.

Espera-se que não entremos agora, como é vício velho entre nós, num coro corporativo de justificações, num protelar do inquérito+processo disciplinar, por forma a atenuar o efeito de escândalo, dando hipóteses a um aligeirar da necessária pena.


Ao rever aquelas tristes imagens, lembrei-me inevitavelmente do sinistro capitão Maltez. Estou certo que ele não desaproveitaria um quadro desta "qualidade".

2 comentários:

Anónimo disse...

O sol dz, com atrevida ignorância, que ida de Centeno para Bruxelas não é "boa ideia".Mas ninguém explicou ao incauto articulista que presidir ao euro grupo não implica ida para Bruxelas.

Antonio Cristovao disse...

Enquanto não se resolver a impunidade com que os adeptos de futebol , partem, agridem, desacatam, sejam cidadãos comuns, sejam as forças de segurança, não teremos qualquer ordem. E que tenho eu que andar a pagar forças de segurança para tomar conta de energumenos e indemnizar centros comerciais e bombas de gasolina ?