terça-feira, 27 de setembro de 2016

País abafado

Liga-se os canais da dita informação ou os noticiários generalistas e é só futebol, mais futebol e futebol! São horas de treinadores, de imagens de estádios, de camionetas a caminho dos ditos. Depois serão balanços, especialistas, o público cachecolado, jogadores a repetir como sua a linguagem da Bola, do Record ou do Jogo. Ah! E, pelo meio, há os jogos, claro, pretexto para tudo. 

Em que raio de país nos transformámos?! Saberão os portugueses que não há nenhum país no mundo onde as coisas se passem desta forma?! NENHUM!

21 comentários:

A Nossa Travessa disse...

Caro Chicamigo

Na Índia é CRIKET, CRIKET, CRIKET!!!!!!! pois FUTEBOL só em Goa e pouco mais. Por alguma razão quando se pergunta a um local o que é que ele é a resposta é GOÊS. E os outros, com o mesmo tom de pele, com o mesmo cabelo preto e leso) ah, esses são INDIANOS!!!... Há mais razões, é claro, as esta é uma delas - no desporto. E nas TELEVISÕES...

Abç do Henrique, o Leãozão (e daqui a hora e meia...)

Joaquim de Freitas disse...

Faz parte da famosa trilogia que desde a minha infância embalou os Portugueses, com o apoio claro do regime político, antes como depois da Revolução. Um povo esclarecido é mais difícil a governar.

Anónimo disse...

Então não é?E se um dia combinássemos não pagar? durante um mês, por exemplo, "não

pagamos, não pagamos esta grunhice".

É que isto... nem sabe como pode revoltar-se "um bicho da terra tão pequeno"...

Um desabafo, e os melhores cumprimentos

Margarida

Portugalredecouvertes disse...



na minha opinião, penso que poderá ser possível que o Sr. Embaixador passe demasiado tempo a ver televisão ?!
muitas pessoas com quem falo só dizem que há muito tempo que não veem as notícias
boa noite para si :)

Anónimo disse...

O País está amordaçado (auto amordaçado) com o futebol!
Mas em política e óbviamente em organização do Estado e em esparança estamos pior! Bem pior, que se lixe o futebol!
um diz que o défice está alto o outro diz que está baixo. O mesmo da dívida e dos juros. O mesmo de todos os assuntos. O Presidente só se "mete" onde não lhe criam problemas. Sobre os verdadeiros problemas nem um pio. Por isso tem este consenso ""geral". Nunca vi tanta gente gostar do Marcelo. Quando era comentador era um "patarata". Foi preciso chegar o Presidente para verem as suas "qualidades". Os do "Chiado" gostam de pessoas "assim". "Andam" mais à vontade
Lá fora, o debate americano provoca gargalhadas sufocantes na minha filha. Até eu lhe dizer: estamos na fase de ser governados por palhaços e oportunistas. A seguir costumam vir governar os carniceiros!... Sossegou... do sufoco!

Reaça disse...

No tempo do Peyroteu não havia televisão, rádio nem jornais nas nossas grandes aldeias, apenas nas pequeninas e velhas cidades se ouvia o rádio roufenho com o Artur Agostinho a gritar golo.
E o sapateiro e o barbeiro e o engraxador iam assinando a bola e o diário de notícias e iam informando o resultado à segunda feira aos seus clientes.
Nem o meu ídolo de Santa Comba nem o general eleito, iam a Fátima, nem à bola nem ao Fado.
Aparece sempre gente a denegrir e a mentir sobre aquela época em que tínhamos os pés no chão, quando se fala nesta parvoíce europeia em que vivemos hoje, que é a bola o fado e Fátima em excesso.
Juízo!

josé ricardo disse...

Esta televisão é de um embrutecimento atroz. O futebol é um retrato do país: desigual, discriminador. Para as televisões (RTP incluída) só existem três clubes. No noticiário das 13 horas de segunda feira fala-se assim, descomplexadamente: "a classificação está assim ordenada: em primeiro lugar está o Benfica (ou o Sporting ou o porto), em segundo o Sporting (ou o Benfica ou o Porto), em terceiro o FC do Porto (ou o Sporting ou o Benfica)". E ponto final.
Depois vem o nosso provincianismo (e isto também não se vê em lado nenhum, NENHUM): quando os três clubes jogam fora conseguem ter mais adeptos nas bancadas do que a equipa visitada). É EXTRAORDINARIAMENTE vergonhoso: para esses clubes e para a mentalidade tacanha desta gente.
O tempo que se gasta em televisão com o futebol devia ser regulamentado pela ERC. Afinal, estamos a pagar um serviço de canais que se intitulam de notícias.

Anónimo disse...

Ó Embaixador, em parte concordo consigo, mas diga-me uma coisa preferia programas com as "damas" honradas da linha de cascais a debitarem "lavadura" da bocas feias que elas tem?quanto ao Freitas, apenas quer ver árabes. O negócio do Freitas é mesmo árabes, quanto mais árabes melhor.

Anónimo disse...

Nos países de que o Freitas gosta (mas para onde não vai viver!), as pessoas não se preocupam com estas coisas porque estão demasiadamente ocupadas a pensar em como arranjar a próxima refeição. Ou então, pensam em basebol como na maravilhosa Cuba!

Anónimo disse...

Sr. Embaixador,

Futebol? E o que dizer de Novelas, programas pirosos de entretenimento e outros quejandos.
Aquilo que a Televisão em Portugal oferece aos portugueses é vergonhoso.
De onde vêm as ideias para estes programas?
Por alguma razão as televisões perdem espectadores todos os anos, mas parece que ninguém se importa com isso.

Anónimo disse...

Este José Ricardo é um cromo, aliás comop toda a gente que não gosta de futebol. Querem parecer tão doutos ao denegrirem o futebol, que nem sabem a figuraça que fazem. O José Ricardo, por exemplo quer comparar clubes anões, com os grandes, quer que esses clubes anões tenham mais público mesmo jogando em casa do que os 3 grandes, enfim.

Anónimo disse...

Ó Embaixador, em parte concordo consigo, mas diga-me uma coisa preferia programas com as "damas" honradas da linha de cascais a debitarem "lavadura" da bocas feias que elas tem?quanto ao Freitas, apenas quer ver árabes. O negócio do Freitas é mesmo árabes, quanto mais árabes melhor.

Manuel disse...

É frustrante e embrutecedor. Domingo e segunda-feira são os piores dias. Os 3 canais supostamente de informação dedicam longas horas a debates profundíssimos com magníficos comentadores. Nos canais generalistas a alternativa é a profusão de novelas e reality-shows inomináveis.
Não é de espantar que o meio "televisão" esteja (felizmente e infelizmente) a perder audiências para os públicos mais jovens que encontram "on-line" outras ofertas.
Para quem pode, restam os canais informativos estrangeiros.

Correia da Silva disse...

Muro das lamentações ?!
Alternativa (por sinal, excelente): RTP2.

Anónimo disse...

Sr. Embaixador, eu já não vejo os canais portugueses há muito tempo, por isso, nem sei do que fala. Só vejo programas de que gosto na TV por cabo. É mais seguro e agradável.

Mariana

Anónimo disse...

Não há dúvidas que o avassalador domínio do futebol nos media portugueses já há muitos anos ultrapassou largamente os limites do absurdo e do suportável. É um exagero com proporções muito acima de quaisquer outras que eu conheça em países igualmente apreciadores do futebol (que, quando bem jogado, é realmente um desporto particularmente emocionante e admirável). Mas os interesses em manter esta lamentável situação são tantos, é tão cómodo e lucrativo para os programadores televisivos nada fazerem para procurar atenuar este estado de coisas, tão fácil justifica-lo com a devoção que a maior parte da população portuguesa, alimentada por uma dieta quase exclusiva de bola, dedica ao futebol, que não me parece que as coisas venham a mudar nos próximos anos.

As horas de jogos televisionados
Nesta ocidental praia Lusitana
Fizeram dos Portugueses viciados,
Numa droga que nada mais abana.
Em tricas e guerras da bola afogados
Mais do que deveria suportar a força humana,
Com o controlo remoto na mão os Lusos edificaram
Um falso Rei, que tanto sublimaram.

Cessem as horas intermináveis de futebolística maçada
Que dominam as grelhas televisivas,
Calem-se um pouco as vazias análises sobre tudo e sobre nada,
Da nossa paciência mais do que abusivas.
Que um canto bem marcado ou uma bela cabeçada,
Podendo dar lugar a bravos e vivas,
Não justificam um domínio exclusivo e alienante
Da vida e interesses dum povo bem pensante.

Luís Quartin Graça

Anónimo disse...

Meu caro,
Estamos todos fartos de saber que é assim.
Eu não conheço nada de parecido.Mas existem outras coisas em Portugal que não existem em países evoluídos.
Telejornais,ou chamem-se outra coisa,de hora ou hora e meia?!
A casa dos segredos daquela figura repelente que se diz ser o programa mais visto da Tv?!
Jornais de"referência" a vender pouco mais de 10000 exemplares?!
Basta regressar ao Eca de Queirós ou à Ramalhal figura.Esta lá tudo.
Uma choldra menino,uma autêntica choldra...
Jvj

Anónimo disse...

Meu caro,
Estamos todos fartos de saber que é assim.
Eu não conheço nada de parecido.Mas existem outras coisas em Portugal que não existem em países evoluídos.
Telejornais,ou chamem-se outra coisa,de hora ou hora e meia?!
A casa dos segredos daquela figura repelente que se diz ser o programa mais visto da Tv?!
Jornais de"referência" a vender pouco mais de 10000 exemplares?!
Basta regressar ao Eca de Queirós ou à Ramalhal figura.Esta lá tudo.
Uma choldra menino,uma autêntica choldra...
Jvj

josé ricardo disse...

Ó sr. Anónimo que me criticou, o meu comentário teve um teor sociológico. Neste sentido, desejava sim senhor que os adeptos estivessem mais distribuídos, que se deixassem de casas do Benfica ou do Porto ou do Sporting em plenas cidades que têm clubes representativos. Está é uma das razões que me faz simpatizar pelo Guimarães. As mentalidades demoram efetivamente muito a alterar.
Não sei porquê, mas estou em crer que você não percebeu patavina do que eu agora escrevi, pois não?

Anónimo disse...

ó Zé Ricardo, tanto percebi o que escreveu, que por isso mesmo o considero um lirico e com esse seu comentário ao meu, apenas reforcei essa ideia.

Anónimo disse...

Alternativas:

RTP2, RTP3, CNN, BBC, TV5 Monde, Arte, TV France News, Sky News RT News .......