segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Gilmar


Há semanas, desapareceu Djalma Santos, um dos mais fantásticos defesas laterais direitos da história do futebol mundial.

Ontem, saiu de cena Gilmar, o "goleiro" desse "time" histórico que, (quase) sem Pelé, ganhou a "copa" do Chile em 1962, comigo, deste lado do Atlântico, nos meus 14 anos, a "torcer" pelo "escrete canarinho", que sei de cor-e-salteado, graças a "A Bola", ao "Record" e ao "Mundo Desportivo", que então consumia avidamente (hoje, sei lá porquê!, sou incapaz de pegar num jornal desportivo). Aqui deixo esse "dream team" da minha memória: Gilmar; Djalma Santos, Mauro e Nilton Santos; Zito e Zózimo; Garrincha, Didi, Vává, Amarildo e Zagalo.

Nele, Gilmar, era um génio no "gol", dando imensa confiança à "zaga", com um excecional tempo de saída nos "escanteios" e com uma rapidez fabulosa na reposição da bola em jogo, com "tiros de meta" que atravessavam o terreno. Começou por ser um herói da "baixada santista", para se tornar num herói do Brasil. E, mais tarde, de Vila Real, como se vê... 

8 comentários:

Anónimo disse...

Caro Francisco. Que memória fantástica! A minha Cultura é muito mais local. Quando eu tinha 14 anos a equipa-base do meu Benfica era esta: José Henrique; Malta da Silva, Humberto Coelho, Rui Rodrigues e Adolfo; Vítor Martins, Toni e Simões; Néné, Artur Jorge e Eusébio. Era sem dúvida a melhor equipa do Mundo, com a excepção do seu " village gaulois" de Alvalade, claro. Um abraço. JPGarcia

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro João Pedro: grande equipa essa! Com o "Zé Gato" a voar entre os postes, como me lembro (quase tão bem como o Damas!) Os mais "fraquinhos" ainda eram os laterais, Malta da Silva e Adolfo. No meu burgo verdejante, os tempos já foram mais promissores. Agora é um ió-ió. Valha-nos a "pírrica" vitória "encarnada" de ontem (alguma vez os 92' vos haveriam de sorrir), que tem o impagável mérito de manter Jesus vivo, a tempo de beber mais algum vinagre, antes de ser retirado da cruz, sepultado na memória clubística, para depois ressuscitar num qualquer Olhanense...

Eduardo Saraiva disse...

Vou "roubar" porque este "goleiro" foi (era) uma maravilha com um estilo muito próprio

Anónimo disse...

Caro Francisco. Pois é! O Benfica anda a imitar os nossos amigos portistas ao ganhar jogos nos últimos minutos... "Pourvu que ça dure". Quanto ao Damas, lembro- me sobretudo dos seus monumentais "frangos" que punham os meus amigos " lagartos " à beira de um ataque de nervos. E no que respeita ao Jesus, valha-nos Nossa Senhora de Fátima, como uma vez ( Vasco Valente dixit ) despachou simplesmente o Embaixador Albano Nogueira numa informação que lhe foi presente quando chefiava a carreira...JPG

Anónimo disse...

Vítor Damas foi simplesmente o melhor guarda redes de sempre do futebol portuhês.

Jogador de escola, eficiente, elegante.

Amante das boas coisas da vida e com muitas outras qualidades humanas.

Saudações.

Guilherme.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Pois eu tive a fantástica possibilidade de ver o GG - Gigante Gilmar - no Maracanã, em 1966, no Torneio Rio-São Paulo (que curiosamente terminou com quatro vencedores)...

Depois iria jogar a Copa do Mundo com um péssimo resultado para o Brasil que ficou em 11º... E com um brilhante Portugal que ficou em terceiro, roubado pela Inglaterra que se sagraria como campeão.

Mas a turma das quinas tinha então um fenómeno chamado Eusébio e outros que mais. Foram os Magriços, onde também pontificavam o Vicente, irmão do Matateu, (Vicente que "arrumou" o Pelé), o Torres, o José Augusto e outros.

E foi também antes de eu ir (como alferes miliciano)para Angola para andar aos tiros, sem acertar em nenhum alvo - porque não queria ou não os via...

A saltada ao Brasil ia-me custando o forte da Trafaria pois o Exército pensou que eu dera às de vila- diogo, mas tinha ido com licença militar - e, alem disso - já tinha mulher e dois filhos.

De tudo, o que me ficou foi um autógrafo do Gylmar dos Santos Neves, mais conhecido por Gilmar. Ainda hoje o conservo, o bilhete onde ele o escreveu com dedicatória Ao Henrique.

Agora foi ele; um dia destes serei eu - para o forno crematório...
_____________

Peço-lhe desculpa caríssimo Francisco, mas... continuo a adorar o futebol! E por isso o comprimento deste comentário, mais do que a língua da Póvoa...

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Henrique: o meu dia estava a correr bem. Tinha falado do Gilmar, de "cátedra" de jornal, ia-me deitar, impante, cheio de "exclusividade". E quem me aparece? Um "maduro" que viu jogar o Gilmar! Eu que me gabo de não ser invejoso, roo-me de raiva porque há um fabiano na blogosfera lusa que teve a injusta sorte de ter visto jogar o grande Gilmar. Assim não é justo! Depois queixem-se que haja assassinatos! Há coisas que um cidadão não pode tolerar. Pronto, hoje à noite, só lá vou com Vallium 5! Se acaso ficar "agarrado", a culpa é toda sua! E digo ao Oliveira, meto uma cunha à Câncio, escrevo ao Ferreira Fernandes e aos descendentes do Augusto de Castro! E à Raquel, claro! Assim não vale! Bolas!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Caro Francisco

Não se meta em Valliuns 5, 10, 15 etc., por mor do meu desconchavado escrito. Palavra que não tive culpa do estádio jornalista Mário Filho, mais conhecido pelo Maracanã (já estava construído desde 1950).

Não tive culpa de lá ter ido, foi o Carlos Manuel Etcheverry, (neto do Senhor Carlos Drummond de Andrade, que também tive o prazer e a honra de conhecer e com ele falar) que lá me levou.

Não tive culpa do Gilmar me ter concedido um autógrafo, foi o Vicente Feola (o "Gordo") que me facilitou a ida ao balneário e possibilitou que obtivesse as assinaturas do Gilmar, do Pelé, do Mané Garrincha, do Edu, do velhote Djalma e mais uns quantos, além da dele.

E, in fine não tive culpa do supracitado Gilmar não ter conseguido ser o goleiro número um do Mundial de 66; estavam lá o Gordon Banks e o Aranha Negra, Lev Yashin que o suplantaram.

Por isso, pode Vossência escrever a quem muito bem quiser, que eu granto que não tomo Vallium/qualquer número. Mas,en passant digo-lhe que a partir de hoje, entra na minha galeria de Queixinhas, Acusa Cristos, Delatores & similares Não é chantagem; é simplesmente um aviso adversativo...