terça-feira, 20 de agosto de 2013

O outro Kahn

Aqui há meses, foi Vitorino Magalhães Godinho. O "Público", no obituário que lhe fez, colocou uma imagem do seu irmão, José Magalhães Godinho. Hoje, o "Diário de Notícias", na edição escrita, e o "Expresso", no on-line, pespegam uma foto de Jean-François Kahn em lugar de Jean Kahn.
 
Ora, ora! Um erro acontece a qualquer jornalista, dirá o leitor.
 
Pois não é assim. Um profissional do jornalismo minimamente qualificado tem todo o direito de não conhecer a figura do militante judaico francês Jean Kahn. Mas é inadmissível que desconheça a figura de Jean-François Kahn, um homem que esteve no "Le Monde" e no "L'Express", que ficou na história do jornalismo francês por ter teimado em investigar o caso Ben Barka e, muito em especial, que foi o fundador e diretor por uma década do "Marianne", uma revista que teve um papel decisivo no panorama da imprensa francesa.
 
Deve ser defeito meu, mas cada vez admito menos o analfabetismo profissional. E, com tristeza o digo, ele é cada vez mais frequente no jornalismo português. 

7 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Ai! meu querido amigo que se vai tornar "intolerante".
A "mediania" - termo educado" - do nosso jornalismo é de arrepiar!

http://zurzir-alp.blogspot.pt/ disse...

Como eu concordo consigo...! É uma situação que, infelizmente, está em crescimento. É triste; mas é a nossa realidade...

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

... e não terem publicado o retrato do Dominique Strauss que também é Kahn com hífen... e meu Amigo...
Pai perdoai-lhe que eles não sabem o que publicam. Ite, missa est. R.I.P.

Joaquim De Freitas disse...

Caro Sr. Henrique Antunes Ferreira : "Confessar" publicamente uma amizade com Dominique, abre um "boulevard" de comentários eventuais ! Para todos os gostos!

Anónimo disse...

O que é que interessa aos jornalistas modernos (e modernaços) esse tipo de coisas? É gente que não foi educada no mundo francófono e tem mais que fazer do que andar preocupada com a arqueologia da profissão em sociedades que não lhes dizem nada.

patricio branco disse...

será ocasião para o jornal pedir desculpas ao leitor e registar o erro, assim devia ser, ao menos uma rectificação....

Anónimo disse...

caro patricio branco

temo muito que com essa pratica passasse a haver uma segunda edicao, tipo 'vespertino'...

bem haja