quinta-feira, 23 de maio de 2013

Notícias de Madrid

É muito curioso, e até algo surpreendente, o ressurgimento de José Maria Aznar na vida política espanhola (onde, recordo, ainda não há presidenciais...). Mas há quem pense que se trata apenas de ganhar "estatuto" para um elevado cargo europeu, quando o último companheiro ativo da fotografia das Lages tiver de mudar de ares (porventura para um país onde há presidenciais).

A tentação de um regresso é forte, mas os factos provam que raramente os "remakes" ficam à altura das expetativas. 

Noutro jogo, Mourinho irá também testar isso no Chelsea.

6 comentários:

Anónimo disse...

deve ter percebido que ele fez parte da "short list" do ManUnited e que não ficou. E como no Real não ficava logo....Alguma coisa (€€€€) serve.

Anónimo disse...

No ponto...

Anónimo disse...

Como em tão poucas linhas se consegue dizer tanto ... impressionante!

N371111

Carlos Fonseca disse...

Aznar deve ter poucas possibilidades de ressuscitar em Espanha por várias razões. Desde logo o escândalo dos "sobresueldos". Mas também o pagamento parcial - 32.400 euros - das despesas com o casamento da filha, que ficou a cargo do principal envolvido no escândalo do processo judicial conhecido em Espanha como "la trama Gürtel", além de se ter agora noticiado que o partido lhe pagou a casa durante 4 anos.

Quanto a Mourinho, faz, quanto a mim, uma enorme asneira ao regressar ao Chelsea.

Talvez o comentador Anónimo das 14:51 tenha posto o dedo na ferida.

freitas pereira disse...

Les vautours ne sont jamais repus, Monsieur l'Ambassadeur ! Toujours "cara al sol" !

Helena Oneto disse...

... A tentação dos dois ex-PM parece ser -hélas- muito forte... e, provavelmente, serão, ambos os dois, re-hélas- re-eleitos PR:(

Bien à vous, mon cher Ambassadeur!