quarta-feira, 20 de julho de 2011

"Serviço público" - restaurantes do Minho (revisto)

Pode consultar aqui a minha lista pessoal de restaurantes do Minho.

33 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

De tanto salivar, já nem tenho água na boca: tenho o dilúvio universal, sem Noé nem arca... Muito obrigado e quanto a peso, estamos conversados...

Alcipe disse...

Vossa Excelência acaba de prestar um serviço extraordinário ao nosso país e as seus amigos: ao nosso país, porque os restaurantes precisam dos clientes e o Estado precisa do IVA; aos seus amigos, sobretudo a alguns mouros lisboetas estrangeirados que se preparam para passear pelo Norte de Portugal, porque lhes vem revelar onde se come bem e onde se é servido com aquela gentileza calorosa da gente nortenha, que tanto contrasta com a rudeza da hotelaria lisboeta e algarvia (com a louvável excepção dos empregados brasileiros), onde o serviço tem como objectivo essencial afastar com desdém os clientes dos restaurantes, talvez para promover assim a poupança nacional ...

Isabel Seixas disse...

Até me benzi...

Anónimo disse...

sem duvida que a melhor regiao de portugal em que se come com qualidade,fartura e preço aceitavel e' no minho ,onde as pessoas sao sempre bem-vindas e respeitadas,o minho e' uma regiao muito diferente das muitas outras ,embora reconheça que tras os montes e' de seguida a melhor regiao para se comer um boa refeicao com sabores tradicionais,agora vou-lhe dar uma dica que nao muitos conhecem este restaurante mas e' de certeza um dos melhores fica na serra da cabreira "Cabeceiras de Basto" e chama-se Nariz do Mundo,foi neste restaurante que comi a melhor chanfana de cabra bravia os melhores assados na brasa a melhor vitela, costeletões de novilho e o melhor bacalhau com batatas a murro. e aproveite e va' no Inverno comer cozido à portuguesa.para sobremesa saboreie o bolo de mel e as rabanadas.bom proveito

Isabel Seixas disse...

Louvado seja Deus

Convidar o Sr. para uma refeição obriga a uma revisão sistemática da gastronomia por localização geográfica e confeção justificada ad Nauseum...

Quase uma agência de acreditação,tudo em suspense em cada uma das suas deglutições...

Credo... E as cerimónias?!!!

Podemos ousar conhecer os critérios que presidem à aferição? Ou fica nos segredos das suas "mimadas" papilas gustativas(...)
Isabel Seixas

O que rimalhará a minha velha amiga perante isto?(...)

José António Cunha Silva disse...

Senhor Embaixador:
Obrigado, pelas suas palavras. Além de um forte estímulo, são também para nós, uma responsabilidade acrescida, ainda mais vindas de um distinto gourmet, conhecedor da melhor gastronomia que há pelo mundo e de um grande apaixonado pela cozinha portuguesa.

Julia Macias-Valet disse...

Muito obrigada pelo suculento guia.

Deixo para os interessados uma informação : Sai amanha (quinta-feira 21 de Julho) a revista "Mais Alentejo" a qual inclui o (ja tradicional) roteiro "Dormidas e Manjares 2011".

Bon appetit !
...e melhores sestas : )

Santiago Macias disse...

O grau de conhecimentos é elevado, os sítios seguramente imperdíveis.
Ora bem, sabe-se que os inspetores do célebre Guia Michelin são anónimos. Será que...

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Senhor Embaixador

Um excelente Guia, conheço a maior parte destes excelentes restaurantes.

E já agora enquanto anda por terra Minhotas posso sugerir-lhe uma visita aqui : http://www.palaciodabrejoeira.pt/

Boas Férias

Anónimo disse...

Senhor Embaixador,

Férias sem algumas excentricidades não são férias... e no resto do ano tem-se cuidado com o regime alimentar!

Já fiz um copy para a minha “base de dados” de restaurantes (em excel e muito completa).

Conheço vários restaurantes do extenso e precioso rol que nos aconselha, mas concordo que o São Gião é um dos melhores do país.

Continuação de umas boas férias!

Isabel BP

mCr disse...

Obrigado, Senhor Embaixador, pelas excelentes sugestões. Um verdadeiro serviço público.

Sou particularmente fã do Conselheiro, em Paredes de Coura, da Tasca do Ibrahim, em Âncora, e da Mariana, em Afife. E havendo alguns que não conheço, não vou deixar de os experimentar (fujo todos os fins de semana que posso para Coura...).

Anónimo disse...

Caro Jose Tomaz Mello Breyner,

Embora conheça o Palácio da Brejoeira, segui a sugestão e fui ver o site.

Está magnífico! A música, o chilrear dos passarinhos, o pormenor de rega da relva...

Isabel BP

Anónimo disse...

Cara Isabel Seixas
A velha senhora diz-se, entre palavrões, sensibilizada com as suas sugestões de rimalhices, mas envia (se a complacência do autor do blogue o permitir) um recado 'à jovem amiga':

a minha rimalhice não é mera crónica
acidental tolice vã é sim agónica
fatal brincalhotice tonta á beira morte
de velha a consumir-se sem quem a conforte

pra mim rimar já disse é raiva é desespero
porra de idiotice não faço é o que quero
(sim bons restaurantes até dão vida à vida
mas fica a vida de antes e eu quero oura comida).

Helena Sacadura Cabral disse...

Senhor Emaixador, não deixe de seguir o conselho do comentador Mello Breyner.Trata-se de uma preciosidade em azulejaria, pinturas murais e mobiliário riquíssimos.

Helena Sacadura Cabral disse...

Ah! Segui a sugestão do prezado Alcipe. Copiei e guardei. Qualquer dia hei-de comer nalguns!

Cara Julinha
Tambem eu leio a Mais Alentejo e fez muito bem em lembrar que nessa nossa zona, se come muitíssimo bem. Eu que o diga.
Um destes dias faço um roteiro gastronómico daquelas silenciosas bandas.

Isabel Seixas disse...

Transmita por grande favor
à minha velha amiga com amor
Tão Sensibilizada que estou
Pela resposta que não demorou

Sinto-me deveras preocupada
com a sua confissão
Não a sabia carente declarada
sujeita a tal aflição

Nem sei se para ajudar
serei a pessoa ideal
jovem ,imatura a penar
nem nos palavrões vejo mal

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Cara Helena,

Confirmo os azulejos, algumas pinturas murais, e até mesmo os jardins e a mata, agora o mobiliário, "foi chão que deu uvas"

Depois da morte de meu Avô, aquilo ficou muito desfalcado.

Anónimo disse...

Estava eu para ir rumo a sul...

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Imagino que o Senhora Embaixador já conheça, mas para os outros comentadores deixo aqui um blogue com o que, em minha opinião, melhor se faz em termos de critica gastronómica :
http://mesamarcada.blogs.sapo.pt/

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro José Tomaz Mello Breyner: que fique bem claro que não me considero mais do que um mero amador na avaliação que faço da nossa restauração. Este espaço fica aberto à divulgação dos espaços onde quem sabe se pronuncia.

Anónimo disse...

Pois não sabe o sr. o que perde ao nem querer parar em Monção... Essa prepotência faz com que perca a oportunidade de saborear verdadeiras iguarias gastronómicas e deleitar-se com o nectar "Alvarinho". Mas, um dia, e pode ser tarde, talvez esteja tentado... Mas, e repito, não sabe o que perde.

Anónimo disse...

Senhor Embaixador

Por estar ausente do país, só hoje vi o seu post, que copiei de imediato.
Sugiro-lhe que publique mais recomendaçõesd sobre outras regiões do país, nomeadamente Lisboa.

LBA

Anónimo disse...

Adorei o roteiro. Como gosto de quase tudo neste blog de que sou leitora assídua. Apenas um pequeno reparo. Despretensioso escreve-se com S.

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Anónima das 19.32: muito obrigado pela sua correção.

Campos Coroa disse...

Magníficos Restaurantes . No São Gião em Moreira de Cónegos no final da refeição quase é necessário uma "cama de recobro" . É Excelente ! Muito Obrigado pelas indicações que nos dão. Uma "dica"- Em Irivo-Paço de Sousa- Penafiel existe um Restaurante " O SAPO " , que aconselho vivamente a visitar, embora já na Região Duriense.

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Campos Coroa: obrigado pelo seu comentário. Lá iremos, um dia à região do Porto (vou fazer Trás-os-Montes, a pedido de vários amigos).
O Sapo é um "must", agora com o seu "look" rejuvenescido. Perderam-se as mesas corridas do antigamente, mas ganhou-se conforto. Só a televisão é que estraga o ambiente...
Na zona, já experimentou o "Pita Arisca", em Lousada? Só com reserva e encomenda. O cabrito recomenda-se

teste disse...

Sr. Embaixador
Estou a preparar-me para mais uma incursão pelo Norte e pergunto se em algum desses restaurantes '' o preço do vinho estragou a refeição'', palavras suas.
Obrigado pelo guia.

Julia Macias-Valet disse...

Testado hoje ao almoço o Duque de Caminha. Nao fiquei nada seduzida...O dono da casa pareceu-me mais interessado em fazer subir a adiçao do que em servir bem os clientes : ( É o estilo de personagem que me faz arrepios !

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Júlia: o Amândio é, de facto, "heterodoxo". Mas não comi mal...

Julia Macias-Valet disse...

Eu nao disse Amândio (o decor pareceu-me pouco adaptavél a um almoço com menores...mas a ementa...chlep, chlep !!!...paciência, next time : ) Bom "revenons à nos moutons" eu disse Duque de Caminha ! E continuo CÁ na MINHA... naha : )

Gostei do Bagoeira, atendimento feminino juvenil sorridente. Cozinha deliciosa (so um pequeno hic : o meu prato estava frio...mas também quem se lembra de ir a Barcelos em dia de Feira !)

O São Gião fecha em Agosto (lá tarei que voltar ao Minho !...)

mCr disse...

Senhor Embaixador:

Ontem jantei com Amigos no Conselheiro, em Paredes de Coura. Era a primeira vez deles (depois de eu lhes ter enviado o link para o seu post que recomendava alguns restaurants minhotos) mas a minha enésima (enémisa no sentido de que só Deus sabe quantas vezes lá fui desde que sou residente de fim de semana por estes lados desde há uns 12 anos).

Consequência: passaram a ficar atentos às suas recomendações... E quanto ao Sr. Vlaça, mais contente não podia ficar com as suas recomendações... Connosco: nada de novo! Eu já sabia que é um excelente sítio. Consequência adicional: hoje vamos a Afife expeirmentar mais outro da sua lista (que também já conheço mas que os meus Amigos não conhecem).

Consequência final: como o meus Amigos e eu gostamos bastante de Paria, eseramos pelas suas recomendações pra a nossa próxima visita!

Anónimo disse...

Senhor Embaixador, admira-me muito que neste seu roteiro não tenha mencionado o "Pedra Alta". Talvez o faça num próximo sobre os retaurantes portugueses da região parisiense.

Anónimo disse...

parisiense e vilacondense