terça-feira, 14 de junho de 2011

Pontault-Combault

Esta é a imagem da impressionante multidão (clique na imagem para ver melhor) que, na festa portuguesa em Pontault-Combault, no domingo passado, ouviu o discurso do embaixador de Portugal.

Fiquei, porém. na dúvida sobre se todo este entusiasmo teria "também" alguma coisa a ver com o facto de, depois de mim, o microfone ter passado para Tony Carreira...

Os meus parabéns ao Mário Castilho, dirigente associativo local, que há 36 anos realiza esta magnífica festa popular.

11 comentários:

Helena Oneto disse...

Claro que estavam ali para ouvirem o Embaixador de Portugal:)!!

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Helena Oneto: não brinque!...

catinga disse...

O Tony Carreira levou as hortas e as galinhas com ele ou é só para Lisboa?

zamotanaiv disse...

Quen dera ao Tony escrever como o nosso Embaixador!

Anónimo disse...

Ó Senhor Embaixador, desculpe lá, mas cantou melhor có Tony... Atão não me viu na primeira fila a bater palmas?

a) Francelino da Mata

Anónimo disse...

Claro que foi uma festa em grande para a comunidade portuguesa: o discurso do Senhor Embaixador e a actuação do Tony Carreira.

Também envio os meus parabéns a um homem que muito admiro e que considero um bom amigo - Mário Castilho, tem uma foram de estar no movimento associativo digna de todo o apreço, pelo trabalho que desenvolve em prol da comunidade portuguesa e sem ter como principal objectivo a mera promoção pessoal. Para além de manter uma humildade cada vez mais rara nos tempos actuais.

Isabel BP

Anónimo disse...

Qual é admiração ? o Sr. não é embaixador de...Carreira ? (esta fui eu que inventei)

Julia Macias-Valet disse...

Helena adorei a elegância do seu comentario e a resposta brincalhona do nosso embaixador ; )
Uma coisa é certa nao sabe este mar humano a sorte que teve...às vezes é assim...ha primeiras-partes surpreendentes : )

Os meus parabéns também a ao senhor Mario Castilho que nao conheço mas com o qual partilho o gosto pelo associativismo.

ARPires disse...

Não tenho qualquer dúvida em afirmar que se a seguir ao discurso do Senhor Embaixador estivesse para actuar o Quim Barreiros, a multidão ainda era maior.
Se fosse um Rodrigo Leão, muitos dos presentes nem apareceriam, por desconhecimento.
Ainda não entendi porque este "monstro" da nossa música, não é divulgado mais e da forma como merece, pois a qualidade é inegável.

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro ARPires: no dia 26 de junho, na festa da Rádio Alfa, falarei antes de Quim Barreiros... Logo veremos!

Anónimo disse...

O Tony Carreira tem muito peso junto da comunidade portuguesa em França e, na minha opinião, se o Quim Barreiros tiver uma assistência maior deve-se apenas ao facto de ser a festa da Rádio Alfa.

Isabel BP