domingo, 26 de junho de 2011

Ainda o Porto

"Infanção" foi a categoria atribuída ao embaixador de Portugal em França pela venerável Confraria do Vinho do Porto que, neste sábado, o entronizou, com direito a capa e tomboladeira, numa cerimónia de grande aparato, que teve lugar no palácio da Bolsa, seguida de cortejo, com cavaleiros e banda, que desfilou para um ato de grande gala da Alfândega do Porto. Aqui fica a nota, "for the record".

10 comentários:

Fada do bosque disse...

E uma nota digna... Parabéns Sr. Embaixador! :)

Helena Oneto disse...

WOW! FELICITAÇÕES EXCELÊNCIA !!! tenho mais pena de não ter assistido à sua entronização (mais uma!) que ao São João no Porto!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gostei. Em Lisboa gostaria mais. Mas, eu cá sou mouro...

Mesmo assim, um abração e uma reverência de parabéns...

Anónimo disse...

Bonito bonito era a foto da consagração e batismo dos mancebos...
A garrafa alusiva é algo... Impessoal

Parabéns
Isabel Seixas

Anónimo disse...

Só para saber
A ausência de ontem não foi ressaca foi?
Credo, perguntei por perguntar,ainda o espírito S.joão...

vou trabalhar, a vida não é só...
Isabel Seixas

Anónimo disse...

Ora viva sr. Embaixador

Se n fosse demasiado cedo (p beber,porque p trabalhar...andei desde as 5 da manhã na vinha a cortar pampos)propunha 1 brinde c porto,claro.
Parabéns sr embaixador!
1 abraço do norte(q é igualzinho aos do centro e aos do sul,como diria a minha mãe).
arm.

Guilherme Sanches disse...

E como se chama o detentor de um título de "Infanção"?

...

Havia um senhor a quem chamavam o "esteves", porque sobre ele se dizia que ... esteve aqui... esteve ali... mas isso foi há muito tempo!
Se calhar há gente que algumas vezes (apenas algumas) havia de gostar de ler o verbo estar conjugado noutro tempo. Digo eu, e não direi só.

Um abraço

Guilherme Sanches disse...

Ah! (fora de tempo, mas sempre a tempo) - e parabéns pelo título atribuído.

Helena Sacadura Cabral disse...

Mui nobre e distinto Embaixador, não há direito a uma foto do acto para aqueles que não puderam comparecer?
Será pedir demais vê-lo com tais insígnias?!

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Dra. Helena Sacadura Cabral. Uma regra nunca quebrada neste blogue é não inserir fotografias do respetivo autor.