segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Campos da Paz

Leio na imprensa brasileira que morreu Aloysio Campos da Paz, criador da Rede Sarah Kubitchek. A Rede Sarah, como é vulgarmente conhecida, é uma instituição dedicada à à prestação de serviços especializados nas áreas de reabilitação física e neurológica e tem hoje oito unidades em grandes cidades brasileiras.
Um dia, em Brasília, tive de recorrer aos serviços da Rede. Estranhei, no hall de entrada, um letreiro a informar os visitantes que, se alguém lhes pedisse dinheiro pelo serviço, deveriam queixar-se. A Rede é gratuita, é essa a sua filosofia central. O seu serviço é impecável, sereno, dedicado, de extrema eficácia profissional. Campos da Paz dirigia a sua equipa pluridisciplinar como um patriarca, como um pai, com um sentido pedagógico permanente, onde nunca faltava o sorriso. Fiquei a dever-lhe atenções e uma excelente orientação. Por isso, agora que soube da sua morte, quero registar aqui o meu pesar. Sempre pensei que o seu nome rimava bem com a ação que desenvolvia.

1 comentário:

Anónimo disse...

INFELIZMENTE tantos inúteis na fila para morrer, estão morrendo aqueles que fizeram algo de bom para o Brasil. Quem sabe Chega à sua vez. Lula & Dilma sem demora.