sábado, 29 de maio de 2010

Dennis Hopper (1936-2010)

A maioria lembra o "Easy Ryder", filme que também dirigiu. Eu recordo, em especial, "O Amigo Americano" e o "Blue Velvet". Mas alguém que, em cerca de 150 filmes, esteve no "Johnny Guitar" (não me recordo de o ter visto por lá, mas as biografias assim o dizem), no "Rebeldes sem causa", no "Gigante" e no "Apocalypse Now" ficará, para sempre, na história do grande cinema.

6 comentários:

expressodalinha disse...

Um actor fabuloso e excêntrico. SÃO OS MELHORES.

Helena Sacadura Cabral disse...

Blue velvet a sintese do que há de emelhor que ha.de pior no cinema e tamben no cine

CARLOS CRISTO disse...

Easy Rider, que é uma marca forte da nossa geração, foi criado e vivido por esse monstro - no bom sentido - que foi Dennis Hopper. O seu gesto foi sempre um gesto político muito forte de contracultura norteamericana.

Helena Sacadura Cabral disse...

Senhor Embaixador
Este meu novo Windows 7 anda a deixar-me ficar muito mal... Nem se percebe o que escrevi.
Blue Velvet é, para mim, um filme fabuloso pelas melhores e piores razões. E à época foram as piores razões que me ditaram o gosto por ele. Continuo a considerá-lo um grande filme mas hoje vejo-o com outros olhos.
Easy Rider é outra história. É uma fita datada mas marcou profundamente muitos que o viram. Eu, incluída!

Helena Oneto disse...

Dennis Hopper foi pintor, fotógrafo, actor, realizador, colecionador de pintura mas também o "wild man" que marcou a geração de todos os "easy riders" dos meus 20 anos.

Anónimo disse...

Olá. Procurando uma imagem... encontrei este texto. Sequer sabia da morte deste homem. Bom, há uma película dirigida por ele chamada Anos de Rebeldia, vale a pena.

Zeca