domingo, 12 de fevereiro de 2017

A idade da bombazine

Há dias, dei-me conta de que ando, cada vez mais, de calças de bombazine. No passado, a bombazine era, para mim, sinónimo de fim-de-semana. Recordo-me de brincar dizendo que "calças de bombazine, camisolas de losangos e o Expresso na mão" eram o "traje" oficial  de certos cavalheiros frequentadores das Pousadas, nos sábados e domingos "off season". Um amigo costumava gozar com outro, que vivia em Londres, e que era useiro e vezeiro em andar de blazer com calças de bombazine, com ou sem lencinho a pingar do bolso, que "ele se vestia como ele achava que os ingleses se vestiam". 

Agora, mais do que uma vez por semana, vejo-me de calças de bombazine, do Outono ao fim da primavera. Como não tenho um "from-nine-to-five" regular, concluí que as calças de bombazine são como que um traje da reforma, por mais ativa que ela seja. Pronto, entrei na idade da bombazine. E, estranhamente, dou-me muito bem com isso.

6 comentários:

Anónimo disse...

Ora aqui esta um caso em que podemos falar de Acordo...

cumprimentos

Joaquim de Freitas disse...

Obrigado por me ter recordado o nome "bombazine", que tinha completamente esquecido. Eu também ando quase sempre com calças de "veludo", que é como dizemos por cà...Bom fim de semana, Senhor Embaixador.

Anónimo disse...

Por qualquer motivo, a bombazine só funciona em pessoas altas. É como as dobras nas calças.

Reaça disse...

A bombazine era a roupa dos "pobres" rurais da fronteira com a Espanha, na guerra espanhola até anos 50.

Vinha de contrabando o tecido, que carbineiros e guardas fiscais, iam "fechando os olhos"

Passados tantos anos é o que se vê, tal como o carapau pró gato, hoje é isto.

José Alberto disse...

Bomazine ou bombasine?
Aplica-se o AO e pronto... caso resolvido.

E o veludo cotelê?
É so para reposteiros?

dor em baixa disse...

Às vezes dizia-se um pouco pejorativamente : Ei, Mister Veludo Cotelé.