quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O novo PCP


Acabo de ler uma notícia surpreendente: no Comité Central do PCP, depois deste XX Congresso, só resta Ruben de Carvalho de quantos militantes do partido - e foram muitos! - um dia estiveram presos durante a ditadura. A renovação geracional é um facto no seio dos comunistas, sem que isso, contudo, tenha conduzido a uma mudança profunda de orientação política, o que talvez seja o segredo da sua sobrevivência. Outros dirão que, pelo contrário, a sua participação bem sucedida na "geringonça" é a prova de que os comunistas continuam a seguir a máxima de Cunhal: firmeza estratégica e flexibilidade tática.

Para o Ruben de Carvalho, que foi, por muitos anos, a alma dessa grande realização que é a Festa do Avante, que há semanas cruzei numa bela charla radiofónica e com quem sempre lembro as divertidas jornadas em casa do Bartolomeu (Cid dos Santos), deixo aqui um abraço de amizade.

3 comentários:

Anónimo disse...

Uma fábrica de papel higiénico renovou as instalações e aumentou a sua capacidade de produção.

A renovação da fábrica deve estar na razão directa da necessidade, pela m**** que é produzida e publicitada todos os dias pelos nossos "queridos líderes".


Anónimo disse...

Sim... Anónimo 7 de dezembro de 2016 às 16:18
Como o nosso querido lider ppc (pedro passos coelho) que é parecido com ppc (partido comunista chines) a quem nacionalizou (diz ele privatizou) a EDP e parte da REN. La vai o tempo em que se preferia o que era nacional... agora essa gente prefere as chinesizes

Anónimo disse...

"queridos lideres": Só comunistas e associados, como calcula.....