sábado, 15 de outubro de 2016

À conversa

Ontem na Antena 2, tive uma excelente hora de conversa, moderada por Luis Caetano, no programa "Um certo olhar", com Gabriela Canavilhas e Luisa Schmidt, duas mulheres muito inteligentes (e muito bonitas). Falámos (claro!) da eleição de Guterres e do que ele pode vir a fazer, mas também de Trump e das declarações a seu respeito do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, bem como do Nobel atribuído a Bob Dylan e de bibliotecas e livros. (Quem estiver interessado no programa, pode ouvi-lo aqui.)

(Para ilustrar, envergonhadamente, o caos da minha arrumação de livros, contei uma história, incrível mas verdadeira: há dias, precisei de um texto que escrevi há anos num livro da minha autoria; corri várias estantes... e não consegui encontrar um único exemplar desse livro!)

Na conversa, falei dos livros "a mais" que tenho, em estantes e em caixotes, da falta de tempo para os ler e, mesmo assim, da pulsão incontrolável para comprar, a cada dia, ainda mais livros, na velha lógica de que melhor do que ler um livro só é comprá-lo! Mal eu sabia que, ao final da tarde de hoje, regressaria a casa com mais 9 livros! Alguns policiais, talvez para comemorar o novo imposto sobre munições...

4 comentários:

Anónimo disse...

Eh eh eh eh ...Fosse o livro como o TM, e ele apareceria a tocar...

Anónimo disse...

Essa referência a mulheres bonitas não será já influência do Trump? Tome cuidado! Além de as mencionadas serem sem dúvida muito bonitas, não deixam os seus crêditos por mãos alheias ( sobretudo as mãos do Trump e de pessoas como ele - também as há em Portugal embora com menos posses, mas com igual educação, como o motorista de táxi especialista em virgens).

Anónimo disse...

Compre BD CANCÕES 1962-2001 - Relógio d` Água. (uma das minhas filhas ofereceu-mo quando foi publicado)
"Porém, o que imortalizou o seu contributo para a história foi o ter trazido a literatura até ao rock ´n` roll, cujas palavras cantadas se limitavam, até ele mudar o cenário, e rimas ingénuas e sem espessura narrativa."

ignatz disse...

eheheh... até parece que está a candidatar ao prémio móvel para livros, vulgo estante.