sábado, 27 de agosto de 2011

Verão em Paris

Hoje, o "Le Parisien" titula "On veut le soleil!". Lá fora, à parte umas nuvens, o gestor climático supremo parece fazer-lhe a vontade. Com a casa deserta e Paris em férias, nada melhor que uma esplanada de uma "brasserie", com os jornais da manhã à mistura. E com estacionamento quase em frente (felicidade terrena que vai acabar, com o regresso dos parisienses). A meio do repasto, uma leve chuvada. Corrida geral para o interior. Amansadas as iras celestiais, passeio pelas montras até uma livraria. No final da compra, a vendedora oferece um elegante saco de pano, "cadeau" do dia. Chegado à rua, cai uma bátega imensa. Afinal, é melhor recolher a penates, para acabar um Céline, agora que os tempos recomendam a revisita a alguns "malditos". No carro (afinal estava longe, caramba!), molhado como um pinto, olho para o saco-prenda. Escrito por fora: "L'été est là". Pois, pois - como os brasileiros acham que os portugueses dizem...

PS - A imagem é um quadro de Gustave Caillebotte. A sua pintura impressionista lado a lado com fotos, também novecentistas, do seu irmão Martial estiveram, até 11 de julho, no museu Jacquemart-André, em Paris.

9 comentários:

Anónimo disse...

entao sr.embaixador foi para paris! estava a espera de que? do sol de copacabana e garotas de ipanema?

mas se quiser ainda vai a tempo de dar um pulinho a onu!

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 15.43: Logo hoje? Com o furacão? Nem as pense...

patricio branco disse...

paris é sempre paris, com chuva no verão ou sol no inverno, com calor ou frio, vento ou neve.
Le piéton de paris ou le flâneur des deux rives.

Anónimo disse...

tambem nao creio que na onu nao fosse encontrar garotas de ipanema...

talvez mais para os lado do imf!


bem haja

Anónimo disse...

«A imagem é um quadro de Gustave Caillebotte»

Divina, como é possivel colocar sombra no olhar de uma mulher por debaixo de um guarda chuva...

Só fui a Paris uma vez,talvez por ser Primavera (determinada pela minha presença claro e sou modesta claro) e não vi essa clareira do céu...

Mas...

patricio branco disse...

"J'ai repris mes habitudes, je visite la ville, j'arpente Paris, le nez en l'air pour regarder les façades."

Julia Macias-Valet disse...

O verao em Paris é como "o outro que tinha um tio em Granada...nao tinha tio nao tinha nada" : ))

Bonne rentrée...même si mouillée : )

PS Soluçao para livros molhados e molhadelas : investir num Ipad ; )
Vai ver que nao se arrepende ! O meu problema é arranjar-lhe um esconderijo porque em casa todos o querem utilizar ...fala a voz da experiência : )

Helena Oneto disse...

Bienvenu!
Ah! Agosto em Paris tem um certo charme! Não se pode ter tudo: praia à beira Sena, ruas -quase- vazias de parisienses, facilidade de estacionamento e de borla! Passei dezenas de Agostos aqui e não me lembro de nenhum sem chuva e trovoadas.

Vi e gostei muito da exposição dos irmãos Caillebotte no belíssimo museu Jacquemart-André.

Julia Macias-Valet disse...

Helena O, eu também passei alguns Agostos em Paris mas...com desgosto ; )