sexta-feira, 24 de junho de 2011

Aquela gabardine

Vou ter saudades daquela gabardine, daquele jeito desajeitado de coçar a cabeça posta de lado, daquele olhar enviesado a rasar o chão, daquele tabaco orgulhosamente incorreto, daquela gravata descaída (agora já tão em moda...), daquela inteligente dúvida final que, quase sempre, traçava o princípio do fim do culpado.

Morreu Peter Falk, o detetive "Columbo", um anti-herói, um dos meus atores íntimos.

8 comentários:

Anónimo disse...

Uma das minhas séries de eleição. O detective "Columbo" era único!

Isabel BP

Fada do bosque disse...

Podia ser e era na realidade o anti herói... mas como posso eu explicar que era o meu herói?! Gostava imenso dessa série e nunca fui de ver TV, mas a essa série eu não escapava. Tive pena quando acabou... ficou um vazio. Ficará para sempre esse vazio... :(

António P. disse...

E não esquecer o Peugeot 403 descapotável, caro Embaixador.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Que saudades. Dele. Da Agostinha e do Agostinho. Das Charlas Linguísticas. Do Macho que Fala. Do Homem Invisível. Do Fialho Gouveia. De quando O programa segue dentro de momentos. Da RTP. Só o que escangalhava era o Botas.

Helena Sacadura Cabral disse...

Morreu de Alzheimer que, a meu ver, é uma das piores formas de se morrer, porque ao perder-se a memória em vida, perde-se uma parte de nós.
Também eu o tinha por meu íntimo, já que com ele passei "castíssimos serões", deliciada com aquela gabardine cheia de nódoas e aquele ligeiro estrabismo divergente.
Curiosamente, eu que não sou nada passadista - o meu lema é viver o presente e ganhar o futuro -, tenho umas "liaisons dangereuses" com certos filmes, certos realizadores e certos actores. E, mais grave, gosto bem de ser assim!

Anónimo disse...

Atores íntimos(!?...)

Interessante e,Sem sombra de dúvida que tinha e marcou um estilo.

vai saber a saudade, também...
Isabel Seixas

Será que a minha "velha" amiga através do seu mandatário anonimato, expressa em rimalhice a sua condolência?

Anónimo disse...

Oh...........Doutora Helena
Como me identifico com os Seus Sentires, até tenho receio que seja plágio.

Agora...Acho que ninguém morre de nada simplesmente deixa de respirar, ou o corpo fica sem movimento e temos que o arrumar para não estorvar, em ultima instância morremos de qualquer coisa...
Termina o ciclo vital e às vezes os últimos percursos no lago da impotência...

Mas Ele é amado.
Daí que ...Salvé

Isabel Seixas

ARD disse...

Senhora Dona Helena Sacadura,
Não sou nada original (pelo menos quanto aos restntes comentários) e considero Peter Falk um enorme actor e Columbo o seu "alter ego".
Mas permita-me uma pequena correcção: ele não tinha estrabismo, era mesmo um olho de vidro.