terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Línguas

O homem era simpático, bem-falante e parecia conhecedor daquilo que o trazia a Nova Iorque. Era um tema muito técnico e o nosso perito parecia, de facto, ser a pessoa adequada para o abordar. A sua intervenção estava prevista para a tarde do dia seguinte e, por essa razão, o embaixador perguntou-lhe se já trazia a sua intervenção preparada. O nosso homem sacou de três folhas da pasta, que entregou ao embaixador. O texto vinha em português. O embaixador inquiriu: "Prefere que façamos a tradução para inglês ou para francês?", línguas em que estava previsto que a leitura fosse feita. A resposta deixou o embaixador sossegado: "Tanto me faz!". Até que, um segundo depois, o nosso perito acrescentou: "Não falo nenhuma das duas..."

2 comentários:

Anónimo disse...

Bem Sr. embaixador...
Hilariante... pela franqueza... Simplesmente Adorei...

O cenário
Uma loja de decoração de interiores...

A Sra a Dona na abordagem a um cliente Espanhol das Astúrias que admirava os móveis Portugueses, antevendo a possibilidade de uma venda desata a falar Espanhol que conhece tão bem como o Português só que só de ouvido pois não tem necessidade de o falar porque o fenómeno é partilhado pelos vizinhos Espanhóis Galegos que entendem o Português pela vivência de proximidade e convívio com os habitantes da região flaviense.

O Sr. Espanhol continua atento a ouvir a Sra. Portuguesa e volvidos uns dez minutos...

Diz com uma calma Glacial...

Mira!??
Por favor...!!!
Habla Português...

Que Te Intiendo Mejor...
Isabel Seixas

Margarida disse...

Ah, leão!
LOL!