terça-feira, 15 de novembro de 2011

Hotéis

A grande hotelaria é hoje uma das nossas imagens de marca como país, no mercado exterior. Por ela passa a utilização do turismo como um dos instrumentos para a superação dos problemas da nossa economia.

Ontem, aqui em Paris, tive o prazer de poder testemunhar a consagração de um projeto como o Porto 41, um hotel situado nas margens do Douro, a escassas dezenas de quilómetros do Porto, cuja ousada e criativa arquitetura recebeu um prémio internacional, numa competição onde figuravam alguns dos maiores projetos do mundo no setor.

Da seleção final, noutra categoria, figurava o Altis Belém Hotel, também uma magnífica unidade hoteleira de Lisboa.

9 comentários:

patricio branco disse...

trata-se dum ramo, o hoteleiro, onde temos qualidade e presença nacional e internacional.
Grupos como o pestana, tivoli, altis e outros têm esplendidos hoteis uns em berlim, outro em moçambique ou brasil, outro na venezuela, cabo verde, etc, e todos com qualidade, optimo serviço, arquitectura de marca, etc.
Um sector para expandir.

Anónimo disse...

Quem anda montado no cavalo tem que lhe dar comida ! eu percebo mas há muita gente que não !
Sim, temos muitos Hoteis , mas não temos hospedes !

A gestão do turismo no nosso pais é uma catastrofe! ainda há pouco tempo um economista de renome veio ao Algarve dizer que os hoteleiros tinha que oferecer Low-cost , tudo incluido e deixarem-se de Hoteis de 5 estrelas porque o mercado pede pensões e residenciais !

O Sr Embaixador fica encantado com os prémios e com as arquitecturas mas não vê os balanços dos Hoteis nem as suas dividas à banca !

Fica a boa vontade!
OGman

Helena Sacadura Cabral disse...

Têm o Senhor Embaixador e o comentador Patricio Branco, absoluta razão.
E de outros sectores mais poderíamos falar, como o do vinho, o do calçado e até o do vestuário que, apesar de sair daqui para ser remarcado noutros países, tem óptima qualidade .

Rodolfo disse...

Hotelaria sem dúvida um dos nossos trunfos! Tanto ao nível da Gestão como do próprio Marketing e Catering. Um sector de eleição...espero que a integração do turismo, Aicep e rede diplomática alcancem os resultados pretendidos:)

Portugalredecouvertes disse...

As indústrias da restauração e do golfe que também estão na linha da frente em termos de imagem e de marca de qualidade, vivem momentos de angustia com os anunciados aumentos do IVA.
Todos pedem bom senso!

Anónimo disse...

Esperemos que os bons hoteis ajudem a chamar mais turistas para visitar o belo país que é Portugal. Cabe a nós fazer essa promoção, pois o papel das autoridades ligadas à promoção turística de Portugal tem sido, no mínimo, medíocre. Portugal continua a ser uma belo desconhecido: http://www.youtube.com/watch?v=ZDccpqicpEQ&feature=share

Mesmo tendo-se em conta a falta de conhecimento de grande parte da população americana acerca de outros povos e culturas. Mas esse vídeo é revelador de alguma coisa, com certeza

Anónimo disse...

Caro OGman,

Podemos ser pobrezinhos, mas também temos direito a bons hotéis de 5 estrelas.

Era só o que faltava o país voltar ao tempo da Pensão da "Tia Xanoca" e ao turismo de "pé-descalço"...

Isabel BP

Anónimo disse...

Cara Isabel,

A realidade pode sempre ser vista de muitos pontos.
Quem falou na tribuna de um congresso sobre Turismo que os Hoteleiros Algarvios deviam oferecer LOw cost foi o Daniel Bessa, um dos mais respeitados economistas da nossa praça.

Ele disse que o futuro é o turismo de massas, barato e com muita qualidade. Ou seja, aconselhou aos Hoteleiro a retirar as estrelas dos Hoteis, oferecer a mesma qualidade a um terço do preço !

No entanto, a divisão de classes no turismo, deixa de fazer sentido, porque agora já ninguém anda em primeira classe. Vai tudo na turistica!
Os luxos nos Hoteis estão reservados às multinacionais e aos governos ( Elite). Nós vamos para as pensões !

OGman

Anónimo disse...

Cara Isabel,

A realidade pode sempre ser vista de muitos pontos.
Quem falou na tribuna de um congresso sobre Turismo que os Hoteleiros Algarvios deviam oferecer LOw cost foi o Daniel Bessa, um dos mais respeitados economistas da nossa praça.

Ele disse que o futuro é o turismo de massas, barato e com muita qualidade. Ou seja, aconselhou aos Hoteleiro a retirar as estrelas dos Hoteis, oferecer a mesma qualidade a um terço do preço !

No entanto, a divisão de classes no turismo, deixa de fazer sentido, porque agora já ninguém anda em primeira classe. Vai tudo na turistica!
Os luxos nos Hoteis estão reservados às multinacionais e aos governos ( Elite). Nós vamos para as pensões !

OGman