quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Serviço público

Acabo de conhecer o início do alinhamento noticioso do telejornal da RTP, das 08.00 horas de hoje:

- Futebol
- Trânsito
- Crise financeira europeia

A RTP está de parabéns: deve ter entrado no "Guiness Book of Records".

15 comentários:

Anónimo disse...

Fala apenas acrescentar o espaço que as coisas ocuparam - futebol - 8 minutos, até dos lesionados do Braga se falou , depois 2 minutos com o transito e crise na Europa começou às 8h10!!!! fantàstico!

Anónimo disse...

É demais!Já nem dá para a indignação!
João Vieira

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

A RTP está no Guiness. E a SIC e a TVI. Somos uns guinesseiros.

Francisco Seixas da Costa disse...

Ao Anónimo das 11.19, cujo comentário, por ser falso não publico: talvez convenha rever o rigor das suas fontes de informação.

LP disse...

E está correcto! Serviço público é servir as apetentes necessidades de uma maioria populacional...

Anónimo disse...

que diferenca faria estarem as noticias da crise europeia em primeiro lugar?
nao creio que fosse por isso que o rumo da europa se fosse endireitar, e tambem nao sei se valera a pena falar de crises caos calunias aquela que andava com o outro o padeiro que cortava o pao com um machado e demais assuntos essenciais do jornalismo contemporaneo.
a unica questao mesmo e ser pago com o meu dinheiro.
mas tambem o bpn e tantas outras coisas tao mal feitas e pensadas...


bh

Helena Sacadura Cabral disse...

Parece que o que falta mesmo é definir o que se considera "serviço público". É que o conceito varia conforme a cor do arco iris...

Anónimo disse...

A comunicação social,tornou-se em pornografia,pura e dura!Se não tenho razão,demontre-nos!!!!!

Catinga disse...

Talvez pudéssemos fazer assim:

- 10 minutos de crise, com direito a entrevistas em direto debaixo da ponte.

- 5 minutos com conselhos sobre como comer pão sem manteiga

- 5 minutos sobre depressão no desemprego e taxas de suicídio

- 10 minutos com debate sobre o fim do mundo.

O resto, via-se na internet quando chegássemos ao trabalho...

Isabel Seixas disse...

Realmente, que elenco...
Escolho a blogoterapia ,claro.

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 11.19: só o facto de ser essa a fonte já descredibilizaria, a meu ver, a "notícia". Que, repito, sou informado de que é falsa.

Armenio Octavio disse...

será essa a estratégia para facilitar a privatização

Anónimo disse...

Também reparei. Ontem segui as intervenções de Mme. Merkel e M. Sarkozy pela France 24, que as transmitiu em directo, quando ainda nenhum dos canais "de notícias" estava a fazê-lo. Não terão ninguém capaz de traduzir alemão e francês em directo?
DL

EGR disse...

Senhor Embaixador: não sei se V. Exa teve ocasião de ver mas ultimos dias,nos telejornais da RTP 1,as 20 fomos "brindados" com:a noticia da morte de 4 cavalos numa coudelaria, acompanhada de imagens dos animais mortos e declarações do seu proprietário;na vespera do dia de Todos os Santos com a noticia da existencia de agencias funerarias "low cost" acompanhadas de declaraçes de um proprietário.
Enfim uma "maravilha" de informação..
E,já agora,lembro o tempo dedicado ao chamado "caso Duarte Lima" que até justificou uma enviada especial ao Brasil.
Se acrescentarmos a isto a apresentação do Telejornal pelo senhor Rodrigues dos Santos que, de caneta em riste,esgares faciais,gesticulações variadas,para a meio de uma frase,e de seguida nos "arremessa"uma palavra, e termina o noticiario a piscar um olho aos telespecadores estamos o panorama fica completo.

Ernesto disse...

Umas perguntinhas que se impõem: serão funções do Estado o fazer voar aviões comerciais, o põr a andar os comboios, exercer o comércio bancário ou emitir programas de televisão?
Mais. Alguém sabe definir com um mínimo de rigor e numa definição clara, concisa e pacífica o que é serviço público de televisão?
Ora, batatas...