quinta-feira, 19 de abril de 2012

Vila Real


7 comentários:

Anónimo disse...

Um forte abraço para ti. AT

Isabel Seixas disse...

Ficou frio
a brisa arrasta a semente de rainha
no tabuleiro de xadrez já xeque- mate
um murmúrio de saudade cresce,
cristaliza a imagem de beleza
renova-se o ritual e poda-se a árvore
O chiffonier está polido e completo

Agora é só abrir
e tirar
de cada gaveta
um indelével poema.

Saudade
Isabel

Isabel Seixas disse...

Ficou frio
a brisa arrasta a semente de rainha
no tabuleiro de xadrez já xeque- mate
um murmúrio de saudade cresce,
cristaliza a imagem de beleza
renova-se o ritual e poda-se a árvore
O chiffonier está polido e completo

Agora é só abrir
e tirar
de cada gaveta
um indelével poema.

Saudade
Isabel

EGR disse...

Senhor Embaixador:já varias vezes V. Exa se tem referido neste espaço e, já outras tantas tive vontade de lhe manifestar o meu gosto pela sua cidade por onde,quando tenho opurtunidade,passo e paro.
E, seja quando V. Exa se lhe refere,seja quando lá vou, recordo,duas estadias,que nos idos inicios dos anos 60 lá efectuei.
Mas,para além das pessoas,e do ambiente da Gomes,lembro sempre ter assistido a mais original festa popular que alguma vez presenciei:a festa dos pucaros na Av.Carvalho Araújo.
Aqui fica,Senhor Embaixador,um testemunho simples dum tripeiro.

João Pedro disse...

A Feira dos Pucarinhos realiza-se não na Carvalho Araújo mas precisamente no espaço da fotografia, o Largo da Capela Nova.

Anónimo disse...

Nas alturas tristes assoma-me uma frustração de não ter aproveitado, quanto podia, o que amei e de não ter percebido, na devida altura, o quanto amei…

Anónimo disse...

Senhor Embaixador,

Sei que estou a repetir-me mas nao resisto...

Passo a citar-me

"Que horas sao?"

"Pedras salgadas em ponto..."

Saudades de Londres

F. Crabtree