sábado, 7 de abril de 2012

A sogra

E aquele diplomata, cujo nível de conhecimentos em matéria de línguas se exauria na travessia do Caia, explicava pelo telefone, perante o embaraço da pessoa francesa que o convidara para jantar, da necessidade de levar também a sogra, chegada de surpresa: "J'irais avec ma femme et la mère d'elle".

Esta historieta (verdadeira, como todas as que publico por aqui), que prova que a língua francesa também pode ser muito traiçoeira, foi-me recordada, na passada semana, por um estimado colega.

Deixo-a com votos de boa Páscoa para todos.

12 comentários:

George Sand disse...

Uma boa Páscoa! Sem língua...da sogra :)

Portugalredecouvertes disse...

a língua é muito traiçoeira
também quando se tenta traduzir a palavra sogra, o que dá por exemplo

sóestrova em russo
ou
aturatu em japonês

mas deve haver mais!

Anónimo disse...

Que abuso! Ir com a mulher e a merd'elle! :)
xg

EGR disse...

Senhor Embaixador: e como é frequente verificar o exito dessas potenciliadades linguísticas.
Para V. Exa.,igualmente, votos de Boa Páscoa.

José disse...

Cardeal, anos sessenta, discurso em Bruxelas.

Ma Fame au Portugal c'est trés grande.

Cerejas do Fundão.

Vamos aos doces.

Isabel Seixas disse...

Amêndoas trocistas
cunho pessoal bem definido
bem agradável
a intenção
de desejar uma Boa Páscoa

sem dar nas vistas
forjando sorriso descontraido.

Anónimo disse...

Típico desenrascanso português. E assim aqui chegámos. A crise logo dirá para onde iremos......

Fernando Frazão disse...

Corre uma história de que, um MNE de Salazar teria dito ao chegar atrasado, a uma conferência de imprensa em Madrid, ter dito que estava "muy embaraçado" pelo facto.
É verdade?

Pinóquio disse...

Ignorância crassa do dito personagem das subtilezas da língua francesa, que atribui a «sogra» a palavra «belle-mère». Pressupõe-se que em França todas as sogras devem ser belas...

Mônica disse...

Sr Francisco
Meu cunhado que o diga!
estamos mamãe, minha outra irmã e eu a ficarmos com o meu cunhado ate arrumarmos o apartamento aqui em Oliveira.
Mas ele nao reclamou ainda!
com amizade e carinho Monica feliz Páscoa

Anónimo disse...

um anjo é e sempre há de ser
a sogra da minha mulher
mas já "la mère d'elle" não
que inda está viva pois então. 

à part ça, muito boa páscoa, senhor embaixador. 

a) franquelino da motta

Guilherme Sanches disse...

Com ou sem "plug-in", a sogra é um "add on" do casamento, que por vezes dá jeito existir, quando, mais tarde ou mais cedo, a mulher um dia amua por questões relativas a sentimentos familiares.
E quando ela, a esposa, avança com um "não gostas da minha família", o marido contesta:
- estás enganada, tens família de quem eu gosto mais do que da minha própria! Por exemplo, gosto mais da tua sogra ou das tuas cunhadas do que das minhas...
Alguém duvida? Eu nunca mais tive reclamações...
Um abraço