quarta-feira, 4 de abril de 2012

"Encarnados"


Uma tarde, há muitos anos, numa sala de um serviço do MNE na Visconde Valmor, anunciei a um colega, sportinguista como eu, que tinha decidido ir nessa noite apoiar o Benfica, à Luz, num jogo internacional qualquer. Ele olhou-me, grave, e, em voz baixa, esclareceu-me, definitivo e alvaladicamente crítico: "um verdadeiro sportinguista nunca deseja uma vitória do Benfica, seja contra quem for". 

Imaginei ontem esse colega, cofiando o bigode, consolado, lá no Luxemburgo, com o golo (portista?) de Raul Meireles, que colocou um ponto na ambição europeia dos encarnados. (Sabiam que, por assim ter sido determinado pela censura, no tempo de Salazar, nunca ninguém mais ousou dizer ou escrever "vermelhos", referindo-se ao Benfica, embora não se hesite fazê-lo quando se fala dos cartões?). Esse amigo, no entanto, terá de convir que, para além do resultado, o Benfica fez um grande jogo, lutou com imensa dignidade e foi fortemente prejudicado por uma arbitragem tendenciosa.

Talvez seja por ser um "mau" sportinguista, mas confesso a minha incapacidade em não desejar a vitória de qualquer equipa portuguesa que dispute competições internacionais. 

28 comentários:

Teresa disse...

Sou benfiquista de alma e coração, mas se joga uma equipa portuguesa, seja ela qual for, contra um clube estrangeiro, só quero que ganhe-

Catinga disse...

A equipa não é portuguesa - o clube é que é.

A mim só me espanta como é que, com tanto argentino a jogar contra ingleses, a mão de Deus não aparece...

Paulo Abreu e Lima disse...

Tenho essa mesma natureza (sou benfiquista) e gosto muito mais dos leões (pode ser lagartos...?) que reciprocamente pensam assim. Lá pró norte foi noite de festa rija. Eu sei :(

Boa sorte amanhã!

Anónimo disse...

Eu quero que o Benfica ganhe no estrangeiro, mas quando perde não sofro...

Anónimo disse...

A velha senhora diz-me que não gosta nada destas rimalhices, que lhe saíram mal demais, que deve ser da lua, ou da pouca prática, ou dos muitos copos, mas que mande já, porque o tema, diz, também não merece mais:

sportinguista sou hereditária e com certeza
que sempre também eu torci de pedra e cal
a favor duma qualquer equipa portuguesa
que competisse a nível internacional
(este verso soa mal)

mais difícil confesso agora é a defesa
intransigente duma equipa nacional
sem português nenhum se na equipa inglesa
um português é quem marca o golo final
(soa mal tudo afinal)

Anónimo disse...

Senhor Embaixador: a águia, coitadinha, está com um ar tão triste... Acha que lhe está a doer alguma coisa?

ARPires disse...

Mr. Catinga a mão de Deus não aparece, mas a mão de Jesus também não.
É a vida.

Anónimo disse...

Sporting Club de Portugal, Besitkas, Real Madrid e Chelsea são as quatro equipas mais portuguesas da Europa.
Por estas sim eu sofro.

Anónimo disse...

Quando alguém diz que não é de direita, de esquerda, ou do centro, em geral é de Lisboa...

Francisco Seixas da Costa disse...

Do colega citado nesta historieta, recebi a seguinte nota:

"Também devo ter dito, bem ensinado pelo meu avô materno, grande sportinguista, que torço sempre pelos rivais do Benfica, excepto quando estes são clubes da pérfida Albion."

Fica a ressalva, que, espero!, tenha valido na noite de ontem

Anónimo disse...

Essa de ser sportinguista e torcer pelo Benfica é mesmo de diplomata, Senhor Embaixador.
V

Isabel Seixas disse...

Pois Senhor embaixador
Permita-me que o felicite pela atitude de diplomacia e desportivismo, também aprendi a ser assim com o Homem e Sportinguista digno que mais amei, o meu Pai claro.

Aproveito para dizer à Velha Senhora que as suas rimalhices são demais têm classe mesmo as eróticas e soam bem, nem se nota qualquer residuo de alcoolemia.

Assim como o comentador Catinga que não sei o club, mas agradeço porque me fez rir a sério.

Anónimo disse...

Os familiares e amigos do Raul Meireles, portugueses, e mesmo que sejam benfiquistas, quereriam que ele falhasse?

Não arrisco um palpite...

Francisco Seixas da Costa disse...

Caro Anónimo das 17.51: os comentários não têm correção ortográfica.

Rafael Pereira Cascais disse...

A participação do Benfica até um tão alto ponto desta competição foi muito bom nem só para os adeptos, mas também para o futebol português em geral. E claro que jogar as meias finais é muito mais prestigioso, mas qualquer benfiquista sabe que a sua equipa foi a melhor face aos londrinos, e que reduzida a dez, soube demonstrar a qualidade do nosso futebol.
Porém, acredito que a sua equipa, Senhor Embaixador, o Sporting, consigua ir até muito longe, e porque não, trazer para Lisboa uma taça da Ligua Europa, o que não soube fazer o Benfica o ano passado.

Carlos Fonseca disse...

Sou sportinguista, e concordo que o Benfica jogou muito bem, tendo sido superior ao Chelsea em qualquer dos jogos.

Discordo quanto ao que escreve sobre a arbitragem de ontem.

Cá sim, foi perdoado um penalty aos "ingleses", que poderá ter sido decisivo na passagem dos ingleses à meia-final.

Isabel Seixas disse...

Imbuída de desportivismo e como sou também hereditária e geneticamente Sportinguista, para quem gostar, se me permitir, novamente a receita do folar de Chaves...

É que cá em casa já está um cheirinho

Folar de Chaves

1 Kg de farinha
12 ovos
125 gr de manteiga
30 gr de fermento de padeiro(se estiver frio colocar mais 10 gr por Kg)
1 colher de sopa de sal por Kg
Azeite qb(caseiro, eu uso da zona de Mirandela, e coloco 1 colher de sopa por Kg)
Carne gorda, linguiça, salpicão,bacon
(Uso fumeiro de montalegre e de cá de Chaves da arte fumo)

Aquecer os ovos em água quente/morna, diluir o fermento em leite quente e adicionar o sal, juntar todos os ingredientes e a manteiga derretida
(De preferência em banho maria para não sofrer alterações quimicas como quando sujeita a altas temperaturas).

Bater bem a massa até se descolar facilmente das mãos.

Deixar levedar em local aquecido sensivelmente 50 minutos(Hoje como a temperatura desceu bastante liguei o cobertor elétrico e coloquei por cima dos lençois que cobrem a massa, no mínimo claro.)

Cortar a massa do tamanho aproximado de folar que se quer fazer uma bolinha redondinha e deixar levedar mais meia hora, a massa devidamente aconchegada.

Moldar finalmente(Esticar com as mãos de forma oval, com a espessura aproximada de 2/3 cm), colocar a carne bem distribuida para adicionar sabor a toda a extensão do folar formatar dobrando uma parte da massa sobreponivel à outra e deixar levedar mais três quartos de hora.

Cozer em forno elétrico a 180º e em forno a lenha com o forno previamente aquecido para folar... Que é como quem diz a uma temperatura moderada.

Um pormenor cá em casa são os meus homens(Marido e filho) que amassam a massa...

PS Claro que tenho um para a Sua Mulher e para Si sr. Embaixador, Com votos de Boa Páscoa para os dois e também para os seus leitores.
E este ano vou guardar um Ou dois para um chá ou café com as minhas amigas deste blogue Helenas, Teresa, Maggie, Júlia e velha amiga incluida.

Julia Macias-Valet disse...

Querida Helena Seixas , obrigada pela idéia do Folar, ja nos estavam a faltar as suas receitas : )

P'ra mim pode ser um folar em forma de àguia...sim que aquela coisa de bicharocos de capoeiras e gaiolas nao é p'ra mim ; )) e se nao for pedir demais o ovo do folar com a casca pintada de encarnado : ))

Pascoa Feliz com muitas amêndoas, xicolates e muitas coisas que deem trabalho aos dentistas

Anónimo disse...

A velha senhora celebra... e é com vinho VERDE, claro, digo, tinto... e parece que já abusou (e eu acompanho-a com prazer):

a isabelinha é um amor
e vivó sporting sim senhor
o nosso verde é o maior
ó leãozinho meu amor

Anónimo disse...

A velha senhora celebra... e é com vinho VERDE, claro, digo, tinto... e parece que já abusou (e eu acompanho-a com prazer):

a isabelinha é um amor
e vivó sporting sim senhor
o nosso verde é o maior
ó leãozinho meu amor

José disse...

A águia de facto já estava com ar premonitório.
Quando uma derrota é um bom tónico para ganhar em Alvalade , o que será uma vitória?
SCP e CLUB da Europa.

Anónimo disse...

Não confunda ortografia com sintaxe.

Margarida disse...

Já copiei a receita, Isabel, e vou reproduzir na melhor oportunidade.
Faltam é carnes dessa qualidade, mas não se consegue tudo. :)

Boa Páscoa aos Sportinguistas, que já mereciam alegrias.
Isto de vitórias devia ser à vez, para andarem todos bem dispostos.
:)

Francisco Seixas da Costa disse...

Quanto à ultima frase, está a falar de futebol, não está? É que pensei, por exemplo, que se estivesse a referir ao festival da canção.

Anónimo disse...

Meu caro Embaixador,

Gostei desse seu parêntisis sobre o facto de Salazar ter dito à Censura para se tratar os benfiquistas por encarnados e nao por vermelhos. Gostei porque é...verdade! Como num simples comentário sobre um jogo de futebol se lembra um pouco de História. Parabens!
Ass: o anónimo das 2.04 do outro dia

Helena Oneto disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Helena Oneto disse...

Um leão(zinho)a sorrir,(???), hoje e uma aguia de trombas ontem, desperta curiosidade. Pensei
que se tratasse de um manifesto pro "Liga portuguesa de proteção aos animais" ou um elogio ao célebre "Leão da Estrela"... mas a decepção é irrelevante perante as receitas da Isabel Seixas que muito agradeço! Nada melhor em dias de jejum que salivar com os deliciosos folares transmontanos:)!

Senhor embaixador: essa do festival da canção é pra renar, não é:)?

Margarida disse...

Pois foi, o festival da nação, perdão, canção.