sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Interioridade


2 comentários:

Anónimo disse...

Ontem falava-se aqui da "novilíngua". Esta do "fora da caixa" é outro dos exemplos. "Fora do baralho", sim, é uma expressão nossa. "Fora da caixa" é apenas mas uma das traduções à letra que poluem a língua.

Rui C. Marques disse...

Meu Caro Francisco,lembro-me de um poeta beirão como eu que dizia (cito sem a certeza das palavras exactas) : "Beira,tristeza esparsa nos montes solitários,provincia do abandono e da saudade,onde as aldeias são os relicários de uma alma que morreu na mocidade".Gostaria de pensar outro interior.Saudades minhas a Castelo Branco (esta formulação lembra-lhe alguma coisa?...).
Forte abraço.