quinta-feira, 14 de setembro de 2017

A Leste

Hoje, durmo em Kiev. "Credo!", disse-me à saída de casa uma vizinha que é do tempo dos comunistas "a sério" e se benze só de pensar neles, que isto da Lapa, um bairro onde caí por erro de casting, nunca esteve muito voltado para o "povo unido nunca mais será vencido". Mas não a deixei dizer "Abrenúncio" e "T'arrenego satanás", explicando logo que, por ali, pela Ucrânia onde a seguir ia dormir, já não há nada disso, ou melhor, deve haver alguns "comunas" lá para Donbass, mas agora andam todos muito quedinhos, como se diz na minha terra. A senhora, coitadita, é viúva duas vezes: depois do Almerindo, que já tinha ido há muito, quem lhe tirou o Cavaco tirou-lhe tudo. "Ouvi-o no outro dia! Que bem que esteve! Não é como esse que agora anda aí!", cito, abstendo-me de usar o adjetivo que ouvi e me pareceu menos apropriado para qualificar o supremo magistrado da nação de turno. A vida dá muitas voltas. Mas se alguém, há quarenta anos, me dissesse que eu acabaria num vão de escada da Lapa a tentar fazer perceber a uma velhota do bairro as vantagens de Marcelo ser presidente, teria mandado essa pessoa dar uma imensa volta a um bilhar muito grande e que nem sequer tinha esse nome.

8 comentários:

Anónimo disse...

Chama-lhe erro de casting.... Tá bem, tá. Como dizia o outro, 'até a barraca abana'.

Anónimo disse...

Nao se esqueça do beijinho ao Saakachvili e do raminho de flores no tumulo do Bandera...

Anónimo disse...

Kiev nao é Lviv e por conseguinte não corre o risco de encontrar Saashakavilli. Mas poderá encontrar Tymoshenko com sua trança.

Joaquim de Freitas disse...

Se o Senhor Embaixador quiser agradar à Senhora pode trazer-lhe um bouquet de rosas VERMELHAS , da florista “Au Nom de la Rose”, que se encontra próximo da Praça Maidan ou da Independência, Sichovykh, Stritsiv St, 53. ( Há um restaurante francês lá próximo…)

O dono é um refinado anti-semita, anti- comunista, amigo do famoso chefe do sindicato polaco Solidarnosc, Lech Walesa,igualmente anti semita, amigo do Papa João Paulo. Comprei-lhe algumas rosas para uns amigos e insisti para que fossem vermelhas… mas estavam esgotadas nesta cor! Nunca ouviu falar de Auschwitz.Como o Polaco. Mas acha que os nazis fizeram um bom trabalho.

A sua vizinha deve ser de Braga. Boa viagem, Senhor Embaixador, e espero que este seu “post” não lhe vai custar o …sono!

Isabel Seixas disse...

É ...

"mudam-se os tempos mudam-se as verdades..."

Anónimo disse...

Mas porque carga de água não há-de a senhora ter o direito de preferir Cavaco a Marcelo? Essa agora...

Anónimo disse...

Sr Embaixador..
Por acaso foi participar no Fórum de Yalta?

Anónimo disse...

Mas porque carga de água não há-de a senhora ter o direito de preferir Macaco a Marcelo? Essa agora...