domingo, 6 de agosto de 2017

Bica profissional


O café feito em nossas casas era, por muitos anos, bem distinto daquele que as máquinas de "expresso" dos cafés nos proporcionavam. De cafeteira, saco ou balão, o seu gosto estava longe do amargo diferente daquilo que no Porto se convencionou chamar um "cimbalino". 

Por essa época, quando decidia tomar a bebida num estabelecimento comercial, uma amiga referia sempre que ia por uma "bica profissional". A expressão ficou consagrada entre nós.

As máquinas caseiras de "expresso" mudaram entretanto tudo isso. Hoje todos temos em casa desses aparelhos - da Nespresso, da Delta ou das grandes cadeias. Cada vez mais, tem-se à mão uma maneira de "produzir" um café bastante idêntico dos estabelecimentos comerciais.

Mas a frase "pegou". Ainda hoje, pela manhã, ao decidir-se sair para um café, lá veio a expressão: "Vamos a uma bica profissional?"

4 comentários:

Portugalredecouvertes disse...


não falho a esse encontro !

Helena Sacadura Cabral disse...

Mas eu continuo a ter, para mim um balão. E quando a alma esmorece - perante o gozo e a risada de toda a família - tomo um café de altíssima qualidade e a casa fica com um cheiro fabuloso!

jj.amarante disse...

Acabo de citar este seu post com este cartoon tão interessante do Tom Gauld.

Anónimo disse...

Mas há cheiro ou sabor pior do que o do café? Há coisa mais intragável?