sábado, 8 de julho de 2017

Senhor presidente, senhoras e senhores deputados!

Utilizo o vocativo de norma, que aprendi quando andei pela bancada governativa, para deixar expressa a imensa tristeza cívica que me deixa o facto de alguém (ou "alguéns") ter "bufado" para o exterior da Comissão parlamentar, em que foi ouvido o Chefe do Estado-Maior do Exército, o essencial do que foi dito, sobre uma matéria da maior delicadeza, num contexto que o respetivo presidente da Comissão havia previamente qualificado em absoluto como de "reservado".
Que tristeza!

6 comentários:

victor sousa disse...

são as democracias à nossa moda, que permitem que este tipo de desqualificados façam estas bastardices.

Anónimo disse...

Algo está muito mal no exército quando se perde a confiança do general Chefe de Estado Maior. A demissão de dois oficiais generais e as críticas de vários outros militares colocam em causa a capacidade de comando do CEME.

Esperemos que ele tire as devicas consequências.

manuel malheiros disse...

Trata-se evidentemente de uma manobra para tentar de forma ínvia uma mudança fora do estrito quadro constitucional.

Forçar a mão do PR. E ir com o apoio dos media preparando a opinião pública.

Pedir a demissão tornou-se banal como arma de arremesso e para criar tensão.

Sugiro mesmo que todos os telejornais abram obrigatoriamente com a pergunta :

Já pediu uma demissão hoje ?

Anónimo disse...

Os valores do actual PS estão todos condensados no estudo de opinião de imagem, não há mais nada.

Anónimo disse...

Vossa excelência continua espantado com o nivel de ignorância, incompetência e mesquinhice das soi-disants elites do pais... deve ter andado fechado numa redoma durante muitos anos sr. Embaixador...

Luis Filipe Gomes disse...

Quando se entra para uma porta que deve ser fechada. Desligam-se dispositivos e faz-se a entrega dos mesmos a quem fica a guardar a porta. É o que fazem por exemplo os fumadores quando vão entrar num paiol; entregam os fósforos, os isqueiros e também o tabaco. Também se deixam os elementos incompatíveis com a segurança que possam provocar o efeito pederneira e por isso despem-se mesmo as roupas de fibras electrostáticas. Esta conversa toda para dizer que da mesma maneira que o meu telefone perde a rede, e o GPS que me indicava um trajecto em Sacavém de repente mostra o meu posicionamento como se eu estivesse no centro de Vila Franca de Xira também qualquer comunicação pode ser bloqueada. Mas é claro que eu sei que há informações que são para ser transmitidas como fugas de informação. É assim como quem sussurra em voz modelada para ser ouvido na última fila.